Vereador defende a criação do Cadastro Único de Violência Doméstica em Jandira

Projeto é mais uma ferramenta no combate à violência contra as mulheres; proposta seguiu para sanção do prefeito Henri Sato 
Vereador Markinhos é autor da projeto que cria cadastro para vítimas de violência (Divulgação/CMJ)

 Os vereadores de Jandira aprovaram durante a última sessão, o Projeto de Lei nº 82/21, de autoria do vereador Markinhos (PTB), que propõe a criação do Cadastro Único de Violência Doméstica (Cavid). Por meio do cadastro, será possível reunir e unificar todas as informações de vítimas de violência doméstica por meio das redes e serviços de atendimento, incluindo serviços de saúde, assistência social, segurança e educação. "Não tenho dúvidas que a unificação desse cadastro vai auxiliar muito as mulheres da nossa cidade", pontuou o autor da proposta. 

Segundo o projeto, a Secretaria de Desenvolvimento Social, por intermédio da Diretoria da Mulher, em conjunto com a Secretaria de Segurança Pública devem promover a unificação e interação dos dados no Cavid. Além disso, os serviços de atendimento telefônico da Central de Atendimento à Mulher (180), da Polícia Militar (190), do Disque Direitos Humanos (100), bem como as delegacias, a defensoria pública e o Ministério Público ficarão incumbidos de fornecer mensalmente informações referentes às vítimas de violência doméstica para o cadastro.

Se sancionado pelo prefeito Henri Sato (PSDB), as vítimas de violência doméstica serão, por meio do Cavid, encaminhadas para programas municipais de atendimento e proteção à pessoa, como o Projeto Guardiã Maria da Penha, coordenado pela GCM (Guarda Civil Municipal). 

Veja mais notícias sobre Política.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Quarta, 20 Outubro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.girosa.com.br/