Sidebar Menu

Renata e Bruna votam para Coaf ficar na Justiça

​Apesar do voto das parlamentares em favor de Moro, Conselho foi devolvido a Economia 
Renata Abreu e Bruna Furlan votaram sim - Fotos: Câmara Federal

As deputadas da região – Renata Abreu (Pode) e Bruna Furlan (PSDB) – votaram pela permanência do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) junto ao Ministério da Justiça e Segurança Pública, de Sergio Moro. 

Apesar do voto das parlamentares em favor de Moro, os deputados do centro e oposição conseguiram 228 e aprovaram o retorno do conselho ao Ministério da Economia, que é comandada por Paulo Guedes. A mudança é uma derrota para o governo Bolsonaro.

Pelas redes sociais, a deputada Renata Abreu, presidente nacional do Podemos, disse que o partido fez sua parte. "Isso pode prejudicar muito a Lava Jato e as investigações contra o crime organizado. Com esse resultado quem perde é o Brasil", explica.

Veja mais notícias sobre Política.

Veja também:

 

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.girosa.com.br/

No Internet Connection