Sidebar Menu

Qual o valor gasto em uma campanha eleitoral?

O teto de gastos é estabelecido pela Lei das eleições e pré-candidatos a vereador e prefeito precisam respeitar a regra 

Antes de responder a essa pergunta é bom deixar claro para o eleitor que cada município tem um limite de gastos por candidato determinado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O teto é estabelecido pela Lei das eleições e pré-candidatos a vereador e prefeito precisam respeitar a regra para não serem penalizados pela Justiça Eleitoral.

Cada gasto deve ser especificado e fica disponível para consulta pública no divulgacand, a base de dados do TSE que traz informações sobre os postulantes.

No início de setembro, o Tribunal divulgou a tabela com todas as informações sobre o teto máximo de gastos por município. De acordo com a corte, o cálculo do teto toma como base o limite de gasto aplicado na campanha de 2016 acrescido do Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) calculado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) entre junho de 2016 e junho de 2020. Neste período o IPCA registrou uma alta 13,9%, porcentagem que foi aplicada para o cálculo deste ano.

Nas sete cidades pesquisadas pela reportagem do Giro S/A existe uma diferença muito grande de município para município. Jandira, por exemplo, é o município onde se pode gastar menos. Por lá, o limite de cada candidato a prefeito fica em R$ 305.821,16. Já em Barueri esse limite sobe para quase R$ 4 milhões.

O candidato que mais recebeu recursos foi Rogério Lins (Pode) Osasco com quase R$ 2,2 milhões e o que menos recebeu foi Julio Leal (PMN) Barueri com R$ 13.350,00.

Até agora os candidatos que mais gastaram com a campanha foram Rogério Lins com um total de R$ 1.919.433,64 e Rubens Furlan (PSDB) com R$ 1.036.401,95.

Confira quanto cada candidato pode gastar, quanto recebeu de verba e quanto já gastou, faltando menos de duas semanas para as eleições nas cidades de Barueri, Osasco, Santana de Parnaíba, Itapevi, Carapicuíba, Cotia e Jandira.

Cidades

Limite de gastos

Recursos recebidos

Total de despesas

Barueri

Rubens Furlan (PSDB)

R$ 3.954.040,84

R$ 708 mil

R$ 1.036.401,95

Julio Leal (PMN)

R$ 3.954.040,84

R$ 13.350,00

R$ 8.486,80

Mari Tavelli (PSB)

R$ 3.954.040,84

R$ 150.250,00

R$ 78.199,00

Osasco

Rogério Lins (Pode)

R$ 2.982.657,64

R$ 2.199.990,00

R$ 1.919.433,64

Emídio de Souza (PT)

R$ 2.982.657,64

R$ 378.885,39

R$ 663.320,35

Veja mais notícias sobre Política.

Veja também:

 

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.girosa.com.br/

No Internet Connection