'Podemos' busca ampliar poder em todas as cidades da região

​Júlio Rezende, da Redação

Com uma bancada de 9 vereadores, dois prefeitos e uma deputada federal, o Podemos assume posição de destaque na região e ocupa espaços que já foram do PT e do PSDB.

O Partido dos Trabalhadores já ocupou a chefia do Poder Executivo de 5 cidades, formando o corredor vermelho na região oeste, com prefeitos em Osasco, Carapicuíba, Jandira, Itapevi e Pirapora do Bom Jesus. 

No mesmo passo, o tucanato também elegeu lideranças nos mesmos municípios A deputada Renata Abreu (PODE) declarou ao Giro S/A que tem discutido com os prefeitos Rogério Lins, Osasco, e Igor Soares, de Itapevi, sobre a possibilidade de atrair novas lideranças para o partido. "Nosso interesse é fortalecer a legenda e ampliar o diálogo com a população da região, para poder ocupar mais espaço político e buscar soluções para os diversos problemas dessas cidades", ressaltou a parlamentar. 

Lins argumenta que o Podemos tem um projeto inovador com novos políticos na liderança. "Por exemplo, em Mairinque haverá novas eleições para prefeito e nós queremos eleger o atual vice-prefeito, Rodrigo da Imobiliária, que é candidato", lembrou. 

Para ele, as principais características de seu partido são manter-se com um posicionamento de Centro e a valorização da opinião dos eleitores, para as tomadas de decisão. "A Renata fez questão de colocar nas redes sociais para que a população a ajudasse a direcionar o seu voto com relação às denúncias contra o presidente Michel Temer. Obviamente votou pela continuidade das denúncias", afirmou. 

O Podemos, anteriormente denominado Partido Trabalhista Nacional (PTN), é um dos partidos mais antigos do Brasil. Foi fundado na década de 1930, na República Nova, por dissidentes do Partido Trabalhista Brasileiro (PTB) e refundado em 1995. Antes disso, conseguiu eleger um filiado como presidente do Brasil: Jânio Quadros, em 1960.

Foto da capa do site: Sérginho Gobatti/PMO

Ex-prefeito Silvinho Peccioli terá contas votadas ...
Registro de infrações de trânsito cai 89% por falt...