Sidebar Menu

PDT pode ter pré-candidato a vice de Rogério Lins nas eleições

Informação foi confirmada pelo ex-prefeito Jorge Lapas
Lins e a presidente do PDT, Mônica Veloso (Fotos: Divulgação)

A presidente do Diretório Municipal do PDT em Osasco, Mônica Veloso, pode ser a pré-candidata a vice do prefeito Rogério Lins (Pode) nas eleições desse ano. A informação foi confirmada com exclusividade pelo ex-prefeito da cidade, Jorge Lapas (PDT), à reportagem do Giro S/A, nesta terça-feira (28).

Lapas preferiu dizer que o PDT está colocando a possibilidade de Mônica compor a chapa de Rogério Lins na sua corrida à reeleição. "Não está confirmado de fato, mas colocamos essa possibilidade", disse Lapas.

Apesar do tom ponderado de Lapas sobre o assunto, fontes próximas ao PDT,  PT e ao governo de Lins afirmaram que Mônica Veloso está confirmada como pré-candidata de Rogério Lins. 

Ontem, à reportagem, Mônica Veloso disse que o partido não definiu apoio a nenhum pré-candidato a prefeito da cidade. Segundo ela, e também reforçado por Lapas, o PDT discute com os principais partidos os termos de um possível apoio. "Entre os nomes também estão o deputado estadual Emidio de Souza (PT) e o vereador Elissandro Lindoso (REP)", disse Mônica.

Pelo PT, Emidio busca voltar ao comando de Osasco. Ele foi prefeito por dois mandatos e ainda viu a cidade eleger um sucessor do mesmo partido: Jorge Lapas (hoje no PDT). Do outro lado está o vereador Lindoso, ex-presidente da Câmara de Osasco e ex-filiado do PSDB, que aos poucos começou a desenhar seu caminho para uma futura candidatura a prefeito. Hoje, no Republicanos, o ex-tucano viu seu espaço e chances de ser lançado na corrida pela sucessão de Lins serem suprimidos dentro do PSDB.

Mônica Veloso foi secretária de Trabalho e Renda na gestão de Lapas, ainda pelo PT. Ambos disseram que a definição sobre a composição partidária nas eleições pode ocorrer nos próximos dias. Mônica disse que não iria comentar especulações em torno das discussões com as legendas na cidade. 

Ela reiterou a informação dada ao Giro S/A em janeiro deste ano quando disse que não foi convidada por Rogério Lins para ocupar a mesma secretaria que chefiava na gestão de Lapas. "Não poderíamos comandar uma área em um governo que já estava no fim, no seu último ano", disse, referindo-se ao interesse do PDT em compor um governo desde o início do mandato.

Sobre críticas feitas à gestão de Rogério Lins, em janeiro, Mônica Veloso foi questionada se mantém seu posicionamento e disse que o senso crítico sobre os mandatos existem e não devem ser omitidos, independente do cenário político.

Veja mais notícias sobre Política.

Veja também:

 

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.girosa.com.br/

No Internet Connection