Sidebar Menu

Na madrugada, Alesp aprova antecipação do feriado de 9 de julho

Deputados ainda precisam votar os destaques 
Antes de entrar em vigor deputados precisam aprovar os destaques (foto: Divulgação)

Em uma sessão que se estendeu até às 3h27 da manhã desta sexta-feira (22), os deputados estaduais aprovaram Projeto de Lei do governo de João Doria (PSDB) que antecipa o feriado de 9 de julho para a próxima segunda-feira (25). No total foram 47 votos a 5. 

A antecipação do feriado foi aprovada, mas o processo ainda não está concluído. A sessão foi retomada às 10h para que emendas sejam analisadas. Para que o projeto se torne lei e passe a valer oficialmente, é necessário que os destaques sejam votados.

Ao longo da noite e da madrugada, tanto o PT, quanto o PSOL e o grupo bolsonarista, decidiram prolongar ao máximo a votação. A ideia foi apoiada por deputados que representam as cidades do litoral, como Caio França, do PSB. "Esse feriado prolongado pode acabar disseminando o vírus para as regiões do interior e do litoral", disse ele.

O argumento foi reforçado por deputados de várias legendas. Para quem representa o litoral, a medida poderia incentivar mais turistas e banhistas nas praias, como foi observado em Maresias, São Sebastião, nesta quinta-feira, segundo dia de feriado. As praias ficaram cheias, assim como mercados e farmácias da cidade.

Emenda de lockdown

Ao longo de toda a quinta-feira, uma emenda do deputado Paulo Fiorillo, do PT, que foi publicada no Diário Oficial, se espalhou em grupos de WhatsApp. Ela pedia lockdown em São Paulo de 1° a 15 de junho. A emenda foi rejeitada como todas as outras que tinham sido apresentadas durante o processo.

Veja mais notícias sobre Política.

Veja também:

 
No Internet Connection