Sidebar Menu

Mesmo com pandemia, Osasco investiu 31% do orçamento em saúde, diz secretário da Saúde

Dados apresentados em audiência pública são referentes ao 3º quadrimestre de 2020; Lei de Responsabilidade Fiscal prevê a aplicação de 15% do orçamento em saúde 
Audiência de prestação de Contas aconteceu na Câmara Municipal de Osasco (Câmara de Osasco / Divulgação)

A pandemia afetou diversos setores da economia e serviços públicos. Em Osasco, durante prestação de contas do trabalho realizado no terceiro quadrimestre de 2020, na última quinta-feira (25), na Câmara de Osasco, o secretário de Saúde, Fernando Machado de Oliveira, enfatizou que a crise sanitária causada pelo novo coronavírus atrapalhou o desenvolvimento dos projetos programados para a pasta. "Assumimos uma postura de responsabilidade com a vida dos munícipes e com a gestão do dinheiro público", explica.

Apesar do entrave com os projetos, o secretário garantiu que a cidade investiu 31% do orçamento em ações na saúde - mais que o dobro exigido pela Lei de Responsabilidade Fiscal, que prevê 15%. Ele revelou também que as estruturas já existentes na cidade foram adaptadas para atender os casos de infecção por coronavírus e o protocolo adotado foi promover atendimento imediato aos casos suspeitos e que a vacinação tem avançado. "Osasco está entre os 10 municípios que mais imunizaram contra a covid-19", disse.

A audiência de prestação de contas foi promovida pela Comissão de Saúde e Assistência Social da Casa, a audiência pública traçou um panorama do quadro da saúde em Osasco no período.

Veja mais notícias sobre Política.

Veja também:

 

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.girosa.com.br/

No Internet Connection