Sidebar Menu

Lins 'desobedece' médicos e segue trabalhando

Prefeito e primeira-dama estão sem previsão de alta. Estado de saúde é considerado bom

Lins recebe tratamento no Hospital Antônio Giglio - Reprodução

O prefeito de Osasco Rogério Lins (Pode) e a primeira-dama Aline Lins permanecem internados no Hospital Antônio Giglio, em tratamento para se recuperarem das queimaduras de 1º e 2º graus sofridas ao acender uma fogueira. O estado de saúde de ambos é considerado bom.
O médico responsável pelo atendimento, Hugo Gregoris de Lima, diz que o ideal seria que o prefeito se afastasse do cargo. "Era melhor que se afastasse, pois o acesso de visitas é restrito", disse o médico.
Lima garantiu que ambos não correm risco de sequelas. "São ferimentos dolorosos, mas eles respondem bem ao tratamento e não terão sequelas funcionais ou faciais", afirma.
Apesar do acesso restrito de visitantes, o prefeito tem recebido integrantes da sua assessoria de gabinete. "O prefeito tem ciência de todos os assuntos. Ele deu autonomia aos secretários para que eles tomem as decisões de suas áreas, devido à confiança que possui em cada um", diz o Secretário de Comunicação Tiago Silva, acrescentando que nenhum assunto ficou pendente. "Tudo vem sendo tocado conforme o programado pelo prefeito, mas ele pediu atenção especial com as familias do conjunto habitacional Miguel Costa. Em tratativas com a CPTM foi solicitado que as mudanças só aconteçam aos finais de semana, então, o prefeito pediu prioridade neste assunto. A Secretaria de Habitação está seguindo a programação e as mudanças podem iniciar neste final de semana", finaliza.
O ACIDENTE
Na sexta-feira, 28, o prefeito Rogério Lins e a primeira-dama Aline Lins se feriram ao acender a fogueira no Arraiá do Servidô, na Arena Vip, no Jardim das Flores. Dois funcionários da administração (fotógrafo e cinegrafista) tiveram ferimentos leves. Eles foram socorridos e liberados após atendimento médico. (Leia mais sobre o acidente na página 12)

Veja mais notícias sobre Política.