Sidebar Menu

Justiça nega liminar e Lindoso segue na presidência do PSDB

A magistrada entendeu que não houve ilegalidade na destituição do diretório

A 28ª Vara Cível do Fórum João Mendes do Tribunal dê Justiça de São Paulo negou, nesta quarta-feira, 12, uma liminar proposta pelo ex-prefeito de Osasco, Silas Bortolosso, para retornar à presidência do Diretório Municipal tucano. Com a decisão, Doutor Lindoso segue como presidente na cidade.

A magistrada entendeu que não houve ilegalidade na destituição do diretório eleito pelos filiados. "Desse modo, no particular, a defesa dos interesses do diretório municipal somente poderia ser deduzida por via excepcional e sumária se visassem inibir coação ou abuso de direito do presidente da comissão estadual do partido político no exercício de atribuições do Poder Público, o que não é o caso, pois a discussão reside na legalidade de decisão tomada interna corporis sobre as eleições dos dirigentes da
agremiação no município de Osasco", entendeu a juíza Ana Luiza Goldman.

Cabe recurso da decisão.

Veja mais notícias sobre Política.

Veja também: