Sidebar Menu

Justiça determina perda de mandato de Nilson Cadeirante

A Justiça acatou o pedido do Ministério Público.

O presidente da Câmara de Santana de Parnaíba, Nilson Cadeirante (PHS) garantiu, em entrevista ao Giro S/A, que ingressará com recurso contra a decisão da Justiça que estabelece a perda do mandato. 

"Ainda não fui notificado da sentença, mas devo ingressar com recurso se ainda tiver oportunidade. Ainda vou conversar com meus advogados sobre isso", disse afirmando que segue na Câmara. "Sigo na Câmara e dedicado ao meu trabalho, mas, não quero falar sobre esse assunto", 

Nessa segunda-feira, 16, a Justiça acatou o pedido do Ministério Público e concedeu a perda do mandato do parlamentar que é acusado de ficar com parte do salário de um funcionário, no esquema conhecido como "rachadinha". 

O parlamentar foi condenado pelo crime de concussão caracterizado pela exigência de vantagem indevida, direta ou indiretamente. A pena será de dois anos e quatro meses de reclusão, substituídos por prestação pecuniária no valor de 20 salários mínimos a entidade com destinação social, mais pagamento de multa. 

A pena imposta foi aumentada diante do fato de o réu desempenhar função pública.
Segundo o MP, o vereador passou a ser coagir o funcionário a entregar parte do seu salário. 

A vítima chegou a gravar um vídeo no momento em que foi extorquido. O vereador exigia o valor de R$ 1.465, afirmando que, sem o pagamento, o funcionário seria exonerado. Ainda de acordo com a denúncia, os valores foram repassados ao parlamentar entre os meses de março e novembro de 2013. O funcionário foi demitido quando se negou a fazer os repasses.

Veja mais notícias sobre Política.