Sidebar Menu

​Exclusivo: nasce em Barueri Isabella, filha da deputada federal Bruna Furlan

Em entrevista ao Giro S/A, parlamentar adianta que seguirá trabalhando remotamente e garante apoio ao pai nas eleições municipais deste ano
Bruna Furlan ao lado do marido, José Paulo Vicente e da pequena Isabella (Foto: Arquivo Pessoal/Divulgação)

A deputada federal Bruna Furlan (PSDB), que reside com a família em Barueri, vive o momento mais especial e sublime de sua vida desde a chegada de Isabella, sua primeira filha, que nasceu de parto normal no último dia 5 de agosto, na maternidade pública da cidade, com 46 cm e 2,9 kg. A seguir, confira os melhores momentos da entrevista que a deputada concedeu à reportagem do Giro S/A.

De que forma você noticiou sua gravidez aos seus pais? Foi uma gravidez planejada. Dei a notícia para os meus pais às vésperas do Natal. Eles receberam como um presente.

A rotina de um parlamentar costuma ser frenética. Foi desafiador conciliar a vida profissional e a gestação? Devido à pandemia do coronavírus, as atividades presenciais do Congresso Nacional foram substituídas por votações online, portanto, votei de casa.

O parto foi tranquilo? A Isabella nasceu de parto normal, com 46 cm e 2,9 kg.

Seus pais devem estar em êxtase com a chegada da Isabella. Como o prefeito e a primeira-dama estão se sentindo? Meus pais estão muito felizes. Como me casei e ainda continuamos morando com eles, foi uma gestação compartilhada e, agora, a Isabella é um bebê compartilhado também.

Sua filha nasceu em Barueri? Fiz questão que minha filha nascesse em Barueri. Foi uma experiência muito positiva. A Isabella chegou saudável e risonha na maternidade pública municipal, onde são realizados mais de 400 partos por mês, com profissionais experientes e muito competentes.

Durante o período de sua licença, você deve manter a participação em atividades ou se afastará completamente do cenário político? Não tirei licença-maternidade e não tenho a intenção de tirar. No momento, como não preciso estar em Brasília, uma vez que as votações têm ocorrido remotamente, estudo as pautas em casa, discuto com o partido por meio de videochamadas, grupos de WhatsApp, entre outros meios. Com ajuda do meu marido e da família, tenho conseguido cuidar da bebê e trabalhar pela Internet. Se fosse necessário marcar presença em Brasília, com certeza eu tiraria a licença-maternidade, porque eu quero estar ao lado de minha filha. Estou com muita vontade de trabalhar após a quarentena, usando máscara e seguindo todos os protocolos de segurança.

Seu pai será um forte candidato à reeleição municipal de 2020. De que maneira pretende apoiá-lo durante a campanha? Desde criança participo de eleições. É um processo natural e estaremos juntos durante as eleições, seguindo todos os protocolos de segurança.

Bruna Furlan: "Minha bebê chegou saudável e risonha na maternidade pública de Barueri, no Sameb" (Foto: Arquivo Pessoal/Divulgação)

Veja mais notícias sobre Política.

Veja também:

 

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.girosa.com.br/

No Internet Connection