Sidebar Menu

Eleitos gastaram, em média, R$ 6,75 por cada voto na região

Despesas variam de R$ 3,76 a R$ 29,75 por voto. Valor pode subir após novos documentos
Tabela de gastos por voto.

Cada voto obtido pelos prefeitos eleitos na região custou, em média R$ 6,75, conforme parcial de gastos e despesas registrados pelos políticos no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O que menos gastou foi o prefeito de Itapevi, Igor Soares (Podemos), que obteve 105.494 votos e gastou R$ 3,76 por cada voto. O sufrágio mais caro foi R$ 29,65 de Rodrigo Andrade (Pros), de Araçariguama.

"O sistema brasileiro aloca o valor integralmente na direção nacional do partido, o que centraliza totalmente o poder. Essa extrema centralização possui um peso muito maior agora que se limitou a fonte de recursos da campanha. Talvez seja necessário trazer autonomia às direções estaduais e municipais", explica o professor Bruno Wilhelm Speck, do Departamento de Ciência Política da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH) da USP. "Se quisermos manter a democracia esse processo continuará caro. Precisamos equilibrar o modelo de financiamento por hora e talvez, em um momento mais ponderado, reavaliar esse modelo". 

Veja mais notícias sobre Política.

Veja também:

 

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.girosa.com.br/

No Internet Connection