Deputados da região aprovam aumento pena em casos de calúnia, injúria e ameaça contra mulheres

Atualmente, o Código Penal prevê penas de detenção de um mês a dois anos a depender do crime, e o projeto aumenta as penas aplicadas pelo juiz em um terço

Os deputados federais com forte atuação nas cidades da região, Alexandre Frota (PSDB) Bruna Furlan (PSDB) e Renata Abreu (Podemos), votaram a favor do aumento da pena dos crimes de calúnia, difamação e injúria cometidos em contexto de violência doméstica e familiar contra a mulher. Agora, a proposta segue para votação no Senado.

Atualmente, o Código Penal prevê penas de detenção de um mês a dois anos a depender do crime, e o projeto aumenta as penas aplicadas pelo juiz em um terço. Segundo o projeto, para o crime de ameaça, a pena atual de detenção de um a seis meses ou multa passa para detenção de seis meses a dois anos e multa.

Por meio das redes sociais, a deputada federal, Renata Abreu (Podemos) falou sobre o número de casos de violência no país. "Ameaças e tentativas de feminicídio fazem parte do cotidiano de milhões de brasileiras. Triste realidade que precisa ser combatida o mais rápido possível", disse revelando que em 2020, o número de vítimas de feminicídio aumentou 1% em relação ao ano anterior. "Temos outras propostas em defesa da mulher, mas precisamos avançar", completou.

O código caracteriza esse crime como aquele em que o agente ameaça alguém com palavras ou gestos, por escrito ou qualquer outro meio simbólico de lhe causar mal injusto e grave.

Monitoração eletrônica
O projeto muda ainda o Código de Processo Penal para prever que o juiz determine ao agente preso em flagrante o uso de tornozeleira eletrônica, sem prejuízo de outras medidas cautelares, quando da audiência posterior à prisão em flagrante. Isso se o crime envolver a prática de violência doméstica e familiar contra a mulher.

Essa monitoração passa a ser ainda mais uma opção do juiz na aplicação de medidas cautelares previstas na Lei Maria da Penha, que trata especificamente de crimes dessa natureza.

Veja mais notícias sobre Política.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Terça, 07 Dezembro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.girosa.com.br/