Sidebar Menu

Deputada lamenta alteração para votar PEC

Renata Abreu é favorável à PEC da 2ª instância. Bruna Furlan não quis comentar o tema

A deputada federal, Renata Abreu (Pode), lamentou a mudança feita pelo presidente da Câmara, o deputado Rodrigo Maia (DEM).

Só em 2020. Essa é a nova previsão para votação da PEC (Proposta de Emenda à Constituição) que prevê a prisão de condenados a partir da decisão em 2ª instância. A deputada federal, Renata Abreu (Pode), lamentou a mudança feita pelo presidente da Câmara, o deputado Rodrigo Maia (DEM).

"Não concordamos com a mudança nos planos de votação. A população clamava para que os parlamentares aprovassem ainda este ano a PEC da 2ª instância", disse a parlamentar.

A deputada federal Bruna Furlan (PSDB) foi procurada, mas, até o fechamento da edição, não retornou. Seus assessores informaram que não localizaram a parlamentar para falar sobre o tema.

Veja mais notícias sobre Política.

Veja também: