Sidebar Menu

Contrariando Governo de São Paulo, Rubens Furlan manterá Barueri na fase amarela

Flexibilizar quarentena além do permitido pode caracterizar improbidade, diz Ministério Público
Rubens Furlan: "Nós vamos continuar na faixa amarela" (Foto: Reprodução/Instagram) 

Em comunicado publicado no fim da tarde desta sexta-feira (7) em uma rede social, o prefeito de Barueri, Rubens Furlan (PSDB), assegura que o município tem condições de continuar na fase amarela do Plano São Paulo de reabertura gradual das atividades econômicas, mesmo após o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), anunciar nesta sexta que Barueri regrediu para a fase laranja, conforme noticiado hoje pela reportagem de Giro S/A.

Na fase laranja, podem operar, mas com restrições, imobiliárias, concessionárias, escritórios, comércio e shoppings. Acima está a fase vermelha, a mais crítica, que permite apenas o funcionamento dos serviços essenciais.

Comunicado oficial

No vídeo, Furlan comenta estar surpreendido com a decisão do governador em regredir o município da fase amarela para a fase laranja do Plano São Paulo. Na prática, a cidade deve voltar a fechar grande parte do comércio.

Prefeito rebate governador

"Estamos cumprindo rigorosamente todas as exigências do Estado e estamos abaixo dos índices exigidos para que Barueri permaneça na fase amarela. Temos acompanhado a diminuição no número de incidência de Covid-19 no município, diminuindo índice de internações e mortalidade. Nós temos, hoje, mais de 40% de todos os equipamentos disponíveis. UTI disponível. Leitos de internação disponíveis. Ventiladores mecânicos disponíveis. Estamos em uma situação superior a muitos municípios. Não há nenhuma razão para Barueri estar na fase laranja determinada pelo Estado", ressaltou o prefeito.

Barueri tem mais de 13 mil casos confirmados de Covid-19 (Foto: Divulgação/Secom)

Barueri permanece na fase amarela

"Eu vou prorrogar esse decreto por uma razão simples: o STF estabeleceu que os estados e os municípios legislam a respeito disso. Ou seja, os municípios têm competência para dizer qual das fases que ele está. É lógico que eu não faria nada que não estivesse de acordo com tudo aquilo que o próprio Estado que é necessário para liberar o comércio", avalia Furlan.

No combate ao coronavírus

"Mantenho a tranquilidade. Mantenho o nosso povo trabalhando. Nós vamos continuar na faixa amarela. Na segunda-feira nós iremos publicar esse decreto. Vamos continuar combatendo esse vírus, mas de uma forma que não destrua a economia de cada família trabalhadora de nossa cidade. É importante o uso da máscara de proteção facial. É importante o uso do álcool em gel. É importante o controle da aglomeração de pessoas. Por meio da Guarda Municipal, nós seremos rigorosos na fiscalização. Vamos nos manter disciplinados pois temos um vírus a ser combatido", finaliza o prefeito.

Possível improbidade

A reportagem publicada pelo Giro S/A no último dia 28/7, apontou que alguns prefeitos que decidiram ir contra o Plano São Paulo, que é estadual, decretando medidas contrárias às impostas pelo governador João Doria. Santo André, São Bernardo e São Caetano, por exemplo, decretaram que os bares e restaurantes poderiam abrir à noite, até às 23h30 e tiveram os decretos anulados pelo Tribunal de Justiça (TJ).

O Ministério Público avisa que os prefeitos que insistirem em flexibilizar a quarentena destinada a reduzir o risco de contágio pelo coronavírus para além do estabelecido pelo governo estadual correm o risco de responder por prática de improbidade administrativa e até mesmo por crime de responsabilidade.

Boletim geral

Até o momento, a cidade de Barueri registra 4.192 casos confirmados de Covid-19, sendo 288 óbitos, sendo cinco em investigação, 697 casos gerais em investigação, 98 pacientes internados, com 3.696 pessoas curadas. 

Veja mais notícias sobre CoronavírusPolítica.

Veja também:

 

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.girosa.com.br/

No Internet Connection