Sidebar Menu

Bussab descarta racha no PSL com migração de Bruno Lima a Osasco

Por VANESSA DAINESI

A possível mudança de domicílio eleitoral do deputado estadual, delegado Bruno Lima (PSL), agitou o cenário político da cidade. Eleito para o primeiro mandato, nas eleições de 2018, Bruno Lima estaria de mudança para Osasco. Além disso, o parlamentar seria o nome escolhido para ser candidato à cadeira ocupada por Rogério Lins (Pode), no pleito eleitoral de 2020. 

Com as notícias da mudança e da possibilidade de pré-candidatura, passaram a circular boatos de um racha na legenda. Isso acontece, pois o nome do Dr. Alexandre Bussab, que é presidente da sigla em Osasco, era apontado como pré-candidato a prefeito do PSL.

Ao Giro S/A, Bussab negou a existência de um racha com a chegada do Bruno Lima. "Ter mais um deputado em Osasco será ótimo para conquistarmos emendas e outros recursos que possam contribuir para melhorar os serviços prestados à população. Então, não existe racha. O partido em Osasco está forte", disse.

Questionado se teme uma imposição da executiva estadual pelo nome de Bruno Lima como candidato a prefeito, Bussab garante que não acredita nesta possibilidade. "Sou o pré-candidato com apoio do Major Olímpio e dos deputados federais e estaduais. Tenho bom relacionamento na executiva nacional e na estadual, então, não acredito que teremos esse tipo de imposição, pois temos um trabalho muito forte em Osasco", explica. 


Bussab também não acredita que seja necessária a realização de prévias para escolher o candidato a prefeito. "Tem muita especulação sobre esse assunto. Acho complicado uma pessoa que não é da cidade fazer a mudança apenas para concorrer a prefeito. Não podemos colocar um aventureiro que não conhece a cidade, não sabe das demandas e que não as pessoas para participar da disputa. Temos que deixar uma pessoa da cidade, pois Osasco está um caos. Mas, o Bruno Lima é benvindo como deputado para ajudar a nossa cidade", finaliza.

A reportagem tentou contato com o deputado delegado Bruno Lima, mas não obteve retorno aos recados deixados com sua assessoria no gabinete da Assembleia Legislativa de São Paulo. No portal da Alesp, o parlamentar aponta como suas bases eleitorais a capital e Osasco.

Veja mais notícias sobre Política.

Veja também: