Sidebar Menu

Polícia Civil e Procon-SP fecham o cerco contra preços abusivos do gás de cozinha

​ A ação é mais uma medida de enfrentamento à crise causada pelo impacto econômico da pandemia do coronavírus.
Foto: Redação Giro S/A
O Governo de São Paulo anunciou, nesta quarta-feira (1/4), que a Polícia Civil e o Procon-SP vão atuar conjuntamente no combate, identificação e punição à prática de preços abusivos de botijões de gás. A ação é mais uma medida de enfrentamento à crise causada pelo impacto econômico da pandemia do coronavírus.

Segundo o Estado, a entidade de Defesa do Consumidor já flagrou botijões de 13kg sendo vendidos ao preço de R$ 90. Em casos mais extremos, o valor chegou a R$ 130.

"Não há risco de desabastecimento de botijões de gás. Não há nenhuma justificativa para que as pessoas se aglomerem nos pontos de venda e paguem mais caro", afirmou Fernando Capez, diretor do Procon.

Veja mais notícias sobre CoronavírusPolícia.

Veja também:

 
No Internet Connection