Sidebar Menu

Gaeco faz operação contra fraudes na Saúde na Aldeia da Serra, em Barueri

Esposo e sogro de piloto da Stock Car são presos no RJ
(Foto: Exclusiva - Giro S/A)
A família do esposo da piloto de Stock Car, Bia Figueiredo, é alvo de uma operação do Grupo de Atuação Especial no Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ), que investiga desvio de R$ 9 milhões por meio de uma organização social que atuava na rede pública de saúde do Rio.

O esposo de Bia, Fabio Figueiredo, e o sogro dela, Juracy Batista de Souza Filho, também foram presos.

Segundo o MPRJ, o sogro de Bia, o médico Juracy Batista de Souza Filho, de 47 anos, ocupava o papel central do esquema de desvio de recursos públicos como diretor financeiro da OS.

De acordo com as investigações, a organização "OS Lagos Rio" administra diversas unidade de UPA (Unidade de Pronto Atendimento) no Rio de Janeiro. São cumpridos sete mandados de prisão e 14 de busca e apreensão expedidos contra 12 denunciados pela organização criminosa, peculato e lavagem de dinheiro. Os denunciados são integrantes da organização social de saúde Instituto dos Lagos Rio e são acusados de desviar mais de R$ 9.1 milhões dos cofres públicos estaduais. A ação conta com o apoio da Coordenadoria de Segurança e Inteligência (CSI/MPRJ) e do Ministério Público de São Paulo, por meio do GAECO paulista. No Rio, os mandados foram cumpridos na Capital, Petrópolis e Itaboraí. Em São Paulo, na Capital e em Barueri.

Ainda de acordo com a ação, Juracy Batista de Souza Filho ocupou papel central no esquema de desvio de recursos públicos, dirigindo e coordenando a atividade dos demais. Também foram denunciados seus filhos Fabio Figueiredo Andrade de Souza e Fernanda Andrade de Souza Risden, seu cunhado José Marcus Antunes de Andrade, bem como os ex- dirigentes Sildiney Gomes Costa, José Carlos Jorge Lima Buechem, Hugo Mosca Filho. Os empresários apontados como integrantes do esquema são Renê Borges Guimarães, José Antonio Sabino Júnior, José Pedro Mota De Sousa Ferreira, José Antônio Carauta de Souza Filho e Gustavo de Carvalho Meres.

A denúncia foi recebida pelo Juízo da 35ª Vara Criminal da Capital carioca.


Veja mais notícias sobre Polícia.

Veja também:

 

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.girosa.com.br/

No Internet Connection