Sidebar Menu

Quarentena é prorrogada até 6 de setembro

Expectativa é que a cidade de São Paulo mude para a fase verde entre 20 de setembro e 10 de outubro
"Pela primeira vez na história o Instituto Butantan exportará vacina contra a gripe para países asiáticos", ressalta governador João Doria (Foto: Divulgação/Governo do estado de São Paulo)

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou na última quarta-feira (27) que a quarentena em todo o estado foi prorrogada pela 11º vez, até 6 de setembro. Segundo Doria, essa data pode ser estendida mais uma vez na próxima sexta-feira (4). O comunicado foi feito por meio de uma coletiva de imprensa realizada no Palácio dos Bandeirantes. 

O governador também informou que nenhuma região foi rebaixada de fase no programa de retomada econômica, o Plano São Paulo.

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), também anunciou na coletiva que a expectativa é de que a Capital avance para a fase verde ainda no mês de setembro. 

"Seguindo todos os cinco indicadores que o Governo do estado de São Paulo leva em consideração para analisar em que fase uma região ou município se encontra, a expectativa da prefeitura de São Paulo é que a gente esteja com todos eles podendo ser classificados na fase verde entre o dia 20 de setembro e 10 de outubro. Essa é a nossa projeção: últimos dias de setembro e os primeiros de outubro para que tenhamos a tranquilidade para avançar na flexibilização", afirmou Covas.

Com cinco fases, o Plano São Paulo dividiu a volta da economia estadual neste período de economia em cinco fases: um (vermelha), dois (vermelha), três (amarela), quatro (verde) e cinco (azul). 

Considerada uma abertura parcial, a fase quatro tem menores restrições, onde fica liberado o funcionamento de todos os serviços comerciais e serviços como praças de alimentação de shoppings, cinemas e teatros com capacidade limitada a 60%. Porém, ainda ficam proibidos eventos que gerem aglomerações.

De São Paulo para a Ásia
Na coletiva, Doria anunciou que o Instituto Butantan irá exportar 550 mil doses da vacina da gripe para países da Ásia. A solicitação foi feita pela Organização Mundial da Saúde (OMS), no qual 300 mil doses serão disponibilizadas para a Mongólia e 250 mil doses para a Filipinas.

"São Paulo exporta pelo instituto Butantan, pela primeira vez na sua história, 550 mil doses da vacina contra a gripe para países asiáticos. É a primeira vez que isso acontece nos 119 anos de história do instituto Butantan", disse o governador.

 Segundo o governo estadual, o Instituto Butantan tem a maior fábrica de vacinas contra a gripe do Hemisfério Sul. Em 2020, o local produziram mais de 80 milhões de doses foram fornecidas ao Ministério da Saúde para a campanha de imunização deste ano.

Veja mais notícias sobre Geral.

Veja também:

 

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.girosa.com.br/

No Internet Connection