Sidebar Menu

Estudo inédito: Jovens das classes mais pobres da população brasileira estão mais obesos

A pesquisa comparou índices nutricionais de alunos de 13 a 17 anos

Os adolescentes brasileiros das classes mais pobres da população estão mais obesos e ainda sofrem de desnutrição. É o que mostra estudo feito por pesquisadores da Escola de Nutrição da Universidade Federal da Bahia (UFBA) e do Centro de Integração de Dados e Conhecimentos para Saúde da Fundação Oswaldo Cruz da Bahia. 

Esta é a primeira vez que uma investigação assim é feita no Brasil, observando fatores socioeconômicos associados à desnutrição e à obesidade (Foto: Cecília Santos/USP Imagens)

O estudo comparou índices nutricionais de alunos de 13 a 17 anos, separados entre os que apresentam somente sobrepeso ou baixa estatura e os que apresentam as duas condições.

Na visão dos pesquisadores, houve aumento de sobrepeso entre adolescentes de todos os níveis socioeconômicos e, ao mesmo tempo, aparece nesses estudantes a desnutrição, revelada pela baixa estatura.

Segundo o estudo, os adolescentes de escolas privadas têm maior chance de desenvolver excesso de peso em relação aos estudantes da escola pública, mas ao longo do tempo a diferença se reduziu. Entre 2009 e 2015, o índice de adolescentes com excesso de peso na rede privada, que era 28,7%, permaneceu inalterável, mas a taxa entre os da rede pública aumentou de 19% para 23,1%. Da Agência Brasil

Veja mais notícias sobre Geral.

Veja também:

 

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.girosa.com.br/

No Internet Connection