Sidebar Menu

COVID-19: Pesquisador brasileiro lança plataforma CheckCorona

Inovação via WhatsApp é reconhecida pela ONU
A solução é uma das selecionadas pelo Escritório das Nações Unidas de Serviços para Projetos (UNOPS) (Foto: Divulgação)

Para enfrentar a pandemia vale tudo. Ou quase. Agora é a vez de um "robô" programado para fazer perguntas simples sobre sintomas da Covid-19 e realizar uma espécie de primeiro atendimento por meio do aplicativo de mensagens WhatsApp. É assim que funciona o CheckCorona, criado pelo doutorando Murilo Gazzola, do Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP, em São Carlos.

A solução é uma das selecionadas pelo Escritório das Nações Unidas de Serviços para Projetos (UNOPS) e pela iniciativa Dia Mundial da Criatividade para fazer parte do Mapa da Reação, uma plataforma online que agrega projetos inovadores de resposta à pandemia. Disponível gratuitamente na web, a plataforma tem como objetivo identificar e conectar quem busca soluções, produtos ou serviços a quem pode oferecê-los, além de inspirar outras iniciativas. A ideia é acelerar a conexão e a viabilização de potenciais aquisições, compras e distribuição de produtos e serviços por governos, organizações do sistema ONU, instituições privadas, potenciais investidores e profissionais em geral.

Além desse reconhecimento, o CheckCorona foi uma das 71 ideias selecionadas no Desafio Covid-19, iniciativa do Ministério Público de Pernambuco e da Secretaria Estadual de Saúde de Pernambuco. Segundo Gazzola, o CheckCorona foi criado a partir das normas internacionais do Centro Europeu de Prevenção e Controle das Doenças (ECDC) para ajudar as pessoas a tomarem as melhores decisões, evitando pânico desnecessário e tranquilizando pacientes que não estão com sintomas claros da doença. A ferramenta orienta as pessoas a realizar os próximos passos, caso necessário, como se isolar e buscar tratamento e testes laboratoriais.

Quer testas? Adicione o número +55 16 981128986 no WhatsApp, escrever CheckCorona e enviar a mensagem. Automaticamente, o robô criado por Gazzola responde a solicitação e envia instruções para ajudar o usuário a identificar quais medidas deve tomar. "Desde o lançamento, em 29 de fevereiro, o robô passou por diversas atualizações e aprimoramentos por meio do uso de inteligência artificial e processamento da língua natural, que possibilitam tratar grandes volumes de dados em tempo real", finaliza o doutorando.

Veja mais notícias sobre Geral.

Veja também:

 
No Internet Connection