Sidebar Menu

Brasil tem baixa taxa de escolarização superior

Em 2017, a taxa ficou em torno de 17,8%. No ano anterior, a taxa era de 18,5%.
Mapa mostra Ensino Superior entre 2016 e 2017

O Mapa do Ensino Superior no Brasil, do Sindicato das Entidades Mantenedoras de Estabelecimentos de Ensino Superior no Estado de São Paulo, mostrou baixa taxa de escolarização líquida, que estima o percentual de jovens de 18 a 24 anos matriculados no ensino superior em relação ao total da população nessa mesma faixa etária. Em 2017, a taxa ficou em torno de 17,8%. No ano anterior, a taxa era de 18,5%.

Esses valores somam matrícula de alunos das redes privada e pública e das modalidades presencial e ensino a distância (EAD). A entidade avalia que esse crescimento foi puxado, principalmente, pelo aumento do número de matrículas no EAD, já que a modalidade presencial teve pequena queda de 0,4%.

Nas matrículas do EAD, de 2016 para 2017, o crescimento chegou a 17,7%, seguindo a tendência de aumento registrada nos anos anteriores. Em 2017, foram 1,76 milhão de alunos ante 1,49 milhão de 2016, com mais alunos tanto na rede privada (16%) quanto na pública (36,9%).

O número de estudantes concluintes, que se formaram, cresceu 0,9% em cursos presenciais e 9,5% em cursos EAD no comparativo entre 2016 e 2017. A taxa de evasão dos cursos presenciais chegou a 25,9% em 2017, menor do que a de 2016 (27,2%). Nos cursos a distância, ela também caiu, passando de 36,1% para 34,3%. (Agência Brasil)

Veja mais notícias sobre Geral.

Veja também:

 

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.girosa.com.br/

No Internet Connection