Sidebar Menu

63 mil morrem de câncer por estilo de vida

Estudo brasileiro mostra que cinco hábitos pouco saudáveis aumentam os riscos da doença
Fumar está entre os estilos de vida perigoso - Foto: AgBrasil

Um terço das mortes causadas por 20 tipos de câncer no Brasil poderia ser evitado com mudanças no estilo de vida. Tabagismo, consumo de álcool, excesso de peso, alimentação não saudável e falta de atividade física são fatores de risco associados a 114 mil casos da doença (27% do total) e 63 mil mortes (34% do total) por ano.

Os dados, publicados na revista Cancer Epidemiology, fazem parte de um estudo por pesquisadores do Departamento de Medicina Preventiva da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP) e da Harvard University, nos EUA, com apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo.

O estudo aponta, por exemplo, que a incidência de câncer de pulmão, laringe, orofaringe, esôfago, colón e reto poderia ser reduzida pela metade caso os cinco fatores de risco fossem eliminados. Leandro Rezende, pesquisador da FMUSP e um dos autores do estudo, destaca que não se conhece outra forma de prevenir tantos casos. "O que nos surpreende é a magnitude de casos e mortes que a gente conseguiria evitar a partir da redução dos fatores de risco. Esse número deve chamar atenção para políticas públicas de redução do risco de câncer no Brasil."

O levantamento da FMUSP aponta que o aumento dos cinco fatores de risco pode representar novos desafios para o controle do câncer. (Agência Brasil)

Veja mais notícias sobre Geral.

Veja também:

 
No Internet Connection