Sidebar Menu

Europa fecha fronteiras de 31 países por 30 dias

​Turistas europeus no Brasil antecipam retorno a seus países
Cidadãos europeus, residentes e familiares de direito, profissionais de saúde a transporte, diplomatas, cientistas e pessoas trabalhando para conter emergências serão liberados. (Foto: Håkan Dahlström/Flickr/Creative Commons)

A União Europeia determinou nesta segunda-feira (16) o fechamento de todas as fronteiras para viagens não essenciais por 30 dias, como uma medida de controlar o coronavírus. A presidente da Comissão Europeia, Ursula Von der Leyen, anunciou a medida na tarde desta segunda-feira (16), em coletiva de imprensa transmitida pela internet.

Cidadãos europeus, residentes e familiares de direito, profissionais de saúde a transporte, diplomatas, cientistas e pessoas trabalhando para conter emergências serão liberados das medidas anunciadas. "Quanto menos viagens, mais podermos conter o vírus. Portanto, acabei de informar nossos parceiros do G7 que proponho para todos os chefes de Estado e governo a restrição de qualquer viagem não essencial para a União Europeia", disse a presidente da Comissão.

A medida também visa descongestionar fronteiras internas da região, já que o fechamento de apenas parte dos países estava formando longas filas de caminhões e impedindo a entrada de insumos essenciais, incluindo peças, medicamentos e alimentos.

Turistas europeus

No Brasil desde a última quinta-feira (12), o brasileiro Zeca Vilela, que tem passaporte holandês e vive com a família na Holanda, antecipou em uma semana seu retorno para a Europa. Ele teme que as medida afetem os voos internacionais ainda mais. "Melhor eu voltar agora. Temo que a situação piore e todos sejam obrigados a ficar onde estão. Minha família precisa de mim", disse.




Veja mais notícias sobre Mundo.

Veja também:

 
No Internet Connection