Sidebar Menu

Covid-19: Nova Zelândia declara que está livre do vírus

Última paciente com coronavírus teve alta nessa segunda-feira
Jacinda Ardern afirmou que as novas medidas irão contribuir para a economia do país. (foto: El País)

A primeira ministra da Nova Zelândia, Jacinda Ardern, informou que o país removeu, nessa segunda-feira (8), todas as medidas contenção de barragem do coronavírus no país.

Segundo a agência de notícias alemã Deutsch Weller, a ação foi tomada após a última paciente com a Covid-19 receber alta.

O distanciamento social e o limite de pessoas em públicas não são mais necessários. Entretanto, a única medida que ainda prevalece é o rígido controle nas fronteiras.

O país também permitiu a reabertura de casas noturnas, teatros e cinemas. A primeira-ministra disse, através de um pronunciamento, que as medidas vão contribuir para a economia do país.

Eventos públicos e privados, as indústrias, o varejo e o transporte público também voltaram a funcionar normalmente.

Com mais de cinco milhões de habitantes, a Nova Zelândia registrou 1.154 caos confirmados e apenas 22 mortes.

Há mais de 17 dias, o país não registra novos casos de pessoas infectadas, tendo somente a ocorrência de um caso ativo há mais de uma semana.

As autoridades de saúde neozelandesas realizaram mais300 mil testes na população.

Elogiado por sua postura rígida contra a pandemia do coronavírus, o país do Pacífico Sul enfrentou sete semanas de lockdown, que contribuíram para a diminuição da taxa de transmissão no país.

No próximo fim de semana, eventos esportivos com a presença do público serão retomados. A liga de rugby do país será o primeiro evento com arquibancadas cheias, desde que o mundo impôs medidas de contenção para conter o avanço da pandemia. 

Veja mais notícias sobre Mundo.

Veja também:

 

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.girosa.com.br/

No Internet Connection