Sidebar Menu

​Start-up de aluguel de carros chega a Osasco

Empresa também tem operação em Barueri 
O veículo Nissan Kicks é um dos modelos oferecidos pela empresa (Foto:Divulgação/Turbi) 

A star-up de aluguel de carros Turbi está em operação em Osasco desde o início de novembro. Fundada em 2017, a empresa realiza mais de 800 viagens por dia e possui unidades na capital e em Guarulhos. Com a ascensão do negócio, a marca também pretende expandir sua tecnologia para as cidades do ABC Paulista, Belo Horizonte e Curitiba. 

A empresa possui operação em Barueri, com uma frota de mais de 1.700 carros, que inclui modelos como Ford Ka, Chevrolet Onix, Hyndai HB20, Mitsubishi Lance, Nissan Kicks, Jeep Renegade, Volkswagen T-Cross, Mini Cooper Cabrio e BMW. Todos os modelos disponibilizados têm câmbio automático.

"As pessoas estão cada vez mais dispostas a entender veículo como um serviço e não como um bem a ser adquirido; e nas empresas, por sua vez, a tendência, principalmente após a pandemia, é de investimentos cada vez mais enxutos e otimizados, por isso temos aumentado a demanda junto a clientes corporativos, que abriram mão de frota própria. Algumas empresas, inclusive, tem oferecido voucher do serviço da Turbi dentro do pacote de benefícios para o colaborador", destaca Diego Lira, CEO e cofundador da Turbi.

Na retirada do carro, o desbloqueio é feito pelo próprio celular e as chaves ficam dentro do porta-luvas (Foto:Divulgação/Turbi)

Como funciona

Ao Giro S/A, a empresa explicou que a locação do carro é feita por meio de aplicativo no celular, sem contato humano. O usuário baixa a aplicação, realiza o cadastro documentos como RG, CPF e a Carteira Nacional de Habilitação (CNH), escolhe o veículo e retira esse em um ponto da Turbi – estacionamentos 24h por dia e que atendem todos os dias da semana. Na retirada do carro, o desbloqueio é feito pelo próprio celular e as chaves ficam dentro do porta-luvas. Após o uso, o veículo deve ser devolvido no mesmo local onde foi retirado.

Os carros são alugados por hora, semelhante a uma locadora de carros. Os preços de aluguel começam em R$ 10 por hora, sem necessidade de uma diária completa e há também uma taxa extra por quilômetro rodado.

"A proposta da Turbi é fomentar alternativas de mobilidade urbana que permitam às pessoas se movimentarem pela cidade de forma mais inteligente e independente", disse à empresa à reportagem.


 Diego Lira, CEO da Turbi (Foto: Divulgação/Turbi)

Voucher para home office

Sem sede administrativa, a Turbi possui toda sua operação de forma digital. Os empregos gerados pela empresa são na maioria do setor de tecnologia como desenvolvedores, com funções e dispositivos como Internet das Coisas (IoT) e Inteligência Artificial (AI).

Com a pandemia do coronavírus, a start-up lançou o voucher "Benefício Flexível" para empresas disponibilizarem aos funcionários que estão em home office, que passaram por revisões de horários, unidade e remodelação do negócio. "Com a economia gerada na redução da infraestrutura, as organizações estão revertendo parte do valor em vouchers Turbi, como parte do pacote de benefícios aos funcionários", afirmou a empresa. .

Em outubro de 2020, a Turbi fechou seu resultado com faturamento duas vezes maior que o registrado em fevereiro, antes do período de isolamento social e seis vezes maior que o do mesmo mês em 2019. Entretanto, o valor da receita não foi divulgado.

"Está no DNA da Turbi o crescimento rápido e sustentável, suportado por uma incrível capacidade de execução. Acreditamos que a agilidade, a percepção correta sobre a mudança de comportamento do público e a nossa velocidade de entrega são os fatores que contribuem para o nosso bom desempenho neste ano 2020 imprevisível", complementa Diego.

Veja mais notícias sobre AutosEconomia.

Veja também:

 

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.girosa.com.br/