Setor cultural é beneficiado pelo governo estadual com pacote emergencial

Governo de São Paulo oferece incentivo para diversos segmentos, incluindo os da área de cultura, um dos setores mais impactados pela pandemia do coronavírus
Fachada do Teatro Municipal Glória Giglio, em Osasco (Foto: Divulgação / Reprodução Facebook )

Na semana passada, o governador de São Paulo, João Doria, anunciou que estava disponibilizando um pacote emergencial para socorrer empreendedores dos 645 municípios paulistas, que tiveram seus negócios impactados pela pandemia do coronavírus. Bares, restaurantes e as áreas de turismo e cultura foram beneficiados com empréstimos, parcelamento de multas e prazos maiores para pagamento de dívidas e suspensão de dívidas ativas. Especificamente para o setor cultural, o secretário de Cultura e Economia Criativa, Sérgio Sá Leitão, estima uma perda de R$ 34,5 bilhões, com diminuição de cerca de 500 mil postos de trabalho.

Para ajudar os empreendedores de cultura com CNPJ, o governo estadual disponibilizou um empréstimo com taxa de juros de 0,35% ao mês e limite de crédito de até R$ 21 mil. O prazo para pagamento é de até 24 meses, com carência de até 60 dias para capital de giro. Já para o investimento fixo e misto, o prazo para pagamento é de até 36 meses com até 90 dias de carência.

Para solicitar os financiamentos, os empresários deverão realizar um curso de qualificação empreendedora (disponível tanto online quanto presencial, por meio do Sebrae-SP) e não ter restrições creditícias. Não é necessário apresentar avalista. As linhas de crédito podem ser solicitadas de forma online pelo Banco do Povo (www.bancodopovo.sp.gov.br) ou pela Desenvolve SP (www.desenvolvesp.com.br).

Veja mais notícias sobre Economia.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Terça, 30 Novembro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.girosa.com.br/