Índice Cielo: varejo registra crescimento de 6,3% no faturamento durante Black Friday 2021

Turismo e transporte foram os segmentos que mais avançaram no faturamento nominal, com alta de 54,4% em relação ao mesmo período do ano passado
Segundo o ICVA, o e-commerce teve alta de 15,3% e o varejo físico cresceu 2% (Divulgação/Freepik)

As vendas no varejo na Black Friday 2021, que ocorreu no fim de novembro, registraram alta de 6,3% no faturamento nominal* em comparação com 2020, segundo a Cielo-ICVA – Índice Cielo do Varejo Ampliado, criado pela empresa do segmento de serviços financeiros sediada em Barueri, no bairro Alphaville. O índice tem a finalidade de oferecer mensalmente uma fotografia do comércio varejista do País a partir de informações reais, obtidas com as vendas realizadas em 18 setores mapeados pela Cielo, que somam 1,4 milhão de varejistas de todo o Brasil.

Segundo o ICVA, o e-commerce teve alta de 15,3% e o varejo físico aumentou 2%. Os números são relativos às vendas do dia 26 de novembro de 2021 em comparação com 27 de novembro do ano passado. No entanto, apesar do aumento em relação a 2020, o patamar de faturamento do varejo, em termos nominais, foi 9,1% inferior ao registrado em 2019.

Turismo e transporte foram os setores que tiveram o maior avanço no faturamento nominal. A alta foi de 54,4% sobre o mesmo período de 2020. A maior queda foi registrada em Materiais para Construção, de 9%.A região Sul foi que a mais se destacou, com o maior faturamento nominal na Black Friday, com aumento de 8,5% sobre 2020.

Considerando o período de 25 e 26 de novembro da Black Friday, o varejo total teve crescimento de 7,8% no faturamento nominal em comparação com 2020 (26 e 27 de novembro). Segundo o ICVA, Oocomércio eletrônico avançou 13,8% em igual comparação. Já o físico, 4,9%. Nesse período acumulado, o varejo registrou, em termos nominais, faturamento 1,5% inferior ao de 2019.

Nos dois dias, conforme o índice, o setor de Turismo e Transporte registrou aumento de 54,8% em relação ao ano passado. Materiais para construção apresentou recuo de 8,2%. No período, a região Sul também mostrou o maior crescimento no faturamento nominal, com alta de 9,3% em relação aos dias 26 e 27 de novembro de 2020.

*Refere-se ao valor bruto do rendimento obtido em determinado período.

Veja mais notícias sobre Economia.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Domingo, 16 Janeiro 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.girosa.com.br/