Índice Cielo aponta crescimento das vendas no varejo em junho

Faturamento está próximo ao alcançado no período pré-pandemia, segundo dados da empresa de serviços financeiros Cielo, sediada em Barueri
Recuperação: centros de compras da região observam aumento nas vendas, com grande expectativa para o Dia dos Pais (Divulgação/Freepik)

As vendas no varejo no mês de junho aumentaram 9,5%, descontada a inflação, a receita de vendas registrou alta de 23,3% em comparação com o mesmo mês de 2020. Essas são as constatações do Índice Cielo do Varejo Ampliado (ICVA), criado pela empresa do segmento de serviços financeiros e com sede em Barueri, na região de Alphaville. O índice tem a finalidade de oferecer mensalmente uma fotografia do comércio varejista do País a partir de informações reais, obtidas com as vendas realizadas em 18 setores mapeados pela Cielo, que somam 1,4 milhão de varejistas de todo o Brasil.

De acordo com o relatório do ICVA, efeitos de calendário beneficiaram o resultado de junho deste ano, que teve uma quarta-feira a mais, dia forte para o comércio, e uma segunda-feira a menos, data em que a movimentação é menor, em relação a junho do ano passado. "O resultado de junho de 2021 segue a tendência dos meses anteriores, em patamar próximo ao observado antes do início da pandemia", afirma Pedro Lippi, head de inteligência da Cielo.

O Índice Cielo ainda mostrou que todas as regiões do país apresentaram apresentaram crescimento em relação a junho do ano passado. A região Nordeste registrou alta de 14,0%, seguida do Sudeste (+10,2%), Centro-Oeste (+8,9%), Sul (+5,5%) e Norte (+4,9%).

Veja mais notícias sobre Economia.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Sexta, 03 Dezembro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.girosa.com.br/