Sidebar Menu

Morre o escritor espanhol Carlos Ruiz Zafón, aos 55 anos

Linha fina: Autor lutava contra um câncer
No Brasil, Zafon era publicado pela editora Suma de Letras (Foto: Divulgação / Suma de Letras)

O escritor espanhol Carlos Ruiz Zafón morreu nessa sexta-feira (19), aos 55 anos. Ele vivia em Los Angeles, nos Estados Unidos e trabalhava com roteiros de filmes. O autor lutava contra um câncer.

"Morreu hoje Carlos Ruiz Zafón, um dos melhores romancistas contemporâneos. Lembraremos para sempre de você", escreveu a editora Planeta, da Espanha, em uma rede social para anunciar a morte do escritor catalão, que nasceu em Barcelona em 25 de abril de 1964.

Zafón era mundialmente conhecido pela vasta obra literária. Entre suas principais publicações estão os livros Marina, O Príncipe da Névoa, O Palácio da Meia-Noite e As Luzes de Setembro e série Cemitério de Livros.

Em 2007, ele figurou entre os principais em uma lista feita por 81 escritores e críticos latinos e espanhóis como um dos melhores em língua espanhola dos 25 anos anteriores.

Em entrevista ao Estadão em 2012, o escritor disse: "todos temos segredos, alguns desconhecidos de nós mesmos. Uma das coisas que a literatura faz é ajudar-nos a revelar o que carregamos dentro de nós porque a literatura é o grande livro da vida e nos fala de nossas emoções, desejos e medos e nos dá a chave para entendermos a essência de nossa própria alma."

Carlos Ruiz Zafón teve sua obra publicada em mais de 50 idiomas diferentes. No Brasil, ele era publicado pela Suma de Letras.

Veja mais notícias sobre Divirta-se.

Veja também:

 

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.girosa.com.br/

No Internet Connection