Sidebar Menu

Premiado e com seis indicações ao Oscar, Jojo Rabbit estreia nos cinemas

Propenso a críticas, filme de Taika Waititi repugna o nazismo

Berlim. 1945. Segunda Guerra Mundial. Tudo se passa na Alemanha nazista. A comédia "Jojo Rabbit" estreia nesta quinta-feira (6) e já traz na bagagem uma coleção de prêmios além de seis indicações ao Oscar, incluindo a de melhor filme. Direto ao ponto: o filme dirigido por pelo cineasta neozelandês Taika Waititi (que assina sete trabalhos, incluindo "Thor: Ragnarok") conta a história do garoto alemão Jojo Betzler (interpretado pelo talentoso Roman Griffin Davis). Solitário e hitlerista, Jojo tem sua visão de nacionalismo transformada quando ele descobre que sua mãe (Scarlett Johansson) esconde Elsa, uma jovem judia (Thomasin McKenzie) em seu sótão. O filme recebeu críticas por ter incluído na trama um amigo imaginário de Jojo: Adolf Hitler, que é interpretado pelo diretor do filme. Certamente um desafio para Taika, já que descendência judaica. 

Roman Griffin Davis, no papel de Jojo, contracena com o diretor Taika Waititi (Foto: Divulgação) 

Apesar das críticas, a espinha dorsal de "Jojo Rabbit" repugna o regime nazista e seus seguidores que ainda hoje exaltam o nazismo, que obviamente deixou uma marca de sangue na história da humanidade).

O elenco do filme inspirado em Caging Skies, livro de Christine Leunens, conta com Roman Griffin Davis, Taika Waititi, Scarlett Johansson, e Thomasin McKenzie.

 Assista ao trailer oficial de Jojo Rabbit
cartaz de filme Jojo Rabbit: estreia nesta quinta-feira (5)
Jojo Rabbit é inspirado em Caging Skies, livro da romancista Christine Leunens (Divulgação)

Veja mais notícias sobre Divirta-se.

Veja também:

 

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.girosa.com.br/

No Internet Connection