Sidebar Menu

A Espiã Vermelha

Judi Dench é descoberta após 50 anos

Em 1938, a britânica Joan Stanley foi convocada pelo Comitê de Segurança Russo (KGB) para atuar como espiã do governo de Stalin no Reino Unido. Depois de mais de 50 anos, ela foi descoberta e presa pela Serviço de Inteligência Britânico (MI5).

Em uma vila pitoresca na Inglaterra, Joan Stanley (Dame Judi Dench, vencedora do Oscar) vive uma aposentadoria feliz e sossegada. Então, de repente, sua existência tranquila é interrompida quando ela é surpreendentemente presa pelo Serviço de Inteligência Britânico (MI5). Joan escondera um passado incrível: ela foi uma das espiãs mais influentes na história da Inglaterra.

Nos idos dos anos 30, na Universidade de Cambridge, a jovem Joan (Sophie Cookson), uma estudante de física recatada, era apaixonada por um jovem russo comunista e atraente, Leo. Através dele, ela começa a ver que o mundo está na ponta de uma faca e talvez deva ser salvo de si mesmo na corrida à supremacia militar. No pós-guerra e agora trabalhando em uma instalação de pesquisa nuclear ultra-secreta, Joan é confrontada com o impossível: você trairia seu país e seus entes queridos, se isso significasse salvá-los? Que preço você pagaria pela paz?

Inspirado por uma extraordinária história real, A Espiã Vermelha é a descoberta tensa e emocional do sacrifício de uma mulher diante de circunstâncias incríveis. Uma mulher a quem talvez todos devamos nossa liberdade.

Veja mais notícias sobre CinemaDivirta-se.

Veja também: