Sidebar Menu

Sindicato patronal pede reabertura gradual de bares, restaurantes e hotéis de Osasco

​Patrões basearam pedido que afirma que estabelecimentos não conseguem sobreviver a mais de 16 dias sem faturamento
Redes: O SinHores se comprometeu a seguir diversas regras de distanciamento e higiene para a não contaminação pelo coronavírus para garantir a reabertura dos estabelecimentos (Foto: Reprodução / Instagram)
O Sindicato Empresarial de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares (SinHoRes) de Osasco e região enviou nesta quinta-feira, 9, ofício ao prefeito de Osasco, Rogério Lins, solicitando a reabertura gradual de hotéis, bares e restaurantes na cidade. A medida contraria as normas de isolamento indicadas pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

Segundo o sindicato patronal, o pedido é baseado em estudo da JP Morgan Chase Institute, que teria sido adaptado à realidade brasileira pelo Núcleo de Consultoria do próprio sindicato. O estudo afirma que as micro e pequenas empresas de alimentação fora do lar não sobrevivem mais de 16 dias sem faturamento. 

O documento sugere a manutenção da quarentena aos grupos de risco, proibição de eventos, aglomerações e demais determinações do governo, mas que os bares e restaurantes sejam reabertos seguindo as seguintes orientações: disponibilização pelos sindicatos de cartilha digital a todas empresas e trabalhadores com as recomendações; redução da capacidade em até 50% com distanciamento de 1,5 metro entre as mesas, inclusive em áreas externas; prioridade do trabalho remoto para atividades administrativas; férias ou afastamento de trabalhadores acima de 60 anos ou com problemas imunológicos ou comorbidade; manutenção dos ambientes bem ventilados ou com ar-condicionado ligado todo o tempo; desinfecção constante de maçanetas, mesas, utensílios, cardápios, sanitários, etc., e de todo o estabelecimento; delivery take away, em caso de fila, com espaçamento de um metro entre os clientes para retirada dos produtos no balcão; atendimento ao cliente respeitando um metro de distância; fornecimento de máscaras e EPI's para equipes de limpeza; disponibilização de álcool gel a trabalhadores e clientes.

O sindicato ainda aguarda uma resposta da prefeitura.



Veja mais notícias sobre Coronavírus.

Veja também:

 

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.girosa.com.br/

No Internet Connection