Sidebar Menu

Presos em presídios de SP vão produzir 50 mil máscaras

Os produtos serão utilizados por servidores no combate à pandemia
A partir dessa sexta-feira (3), a produção será iniciada também em presídios das cidades de Araraquara, Itaí, Tupi Paulista e Andradina. (Foto: Divulgação/Governo do Estado de SP)
A partir desta quinta-feira (2/4), os presos do Estado de São Paulo terão seus trabalhos ampliados e confeccionarão 50 mil máscaras de proteção contra o coronavírus.

Segundo o Estado, os produtos serão utilizados por servidores que atuam no combate à pandemia nas áreas da Saúde e Segurança, além de funcionários da Secretaria de Administração Penitenciária.

A confecção das máscaras de proteção descartáveis, para uso em procedimentos não-cirúrgicos, já está em andamento nas três unidades prisionais de Tremembé. A partir dessa sexta-feira (3), a produção será iniciada também em presídios das cidades de Araraquara, Itaí, Tupi Paulista e Andradina.

Veja mais notícias sobre CoronavírusMetrópole.

Veja também:

 

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.girosa.com.br/