Sidebar Menu

Osasco tem cinco mortes e mais de 1,5 mil casos suspeitos de Covid-19

Prefeito volta a frisar que os comércios não devem abrir hoje

Em uma nova transmissão nas redes sócias, o prefeito Osasco, Rogério Lins, anunciou que aumentou para cinco o número de mortes provocadas pelo novo coronavírus. O prefeito também revelou que a cidade tem mais de 1,5 mil casos suspeitos da Covid-19. "Os números estão crescendo, então volto a frisar a importância da reclusão social. Vamos fazer nossa parte. Estamos fazendo diversas ampliações, mas se a população não ajudar vamos ter muitas perdas em diversas cidades e em Osasco", disse ele, acrescentando que 22 pessoas já estão curadas do novo coronavírus. "Também temos um aumento dos casos de pessoas que estão curadas, mas ainda precisamos ter cautela", alerta.

O prefeito voltou a frisar que os comércios não devem abrir nesta segunda-feira (6). "Estamos seguindo as orientações do governo do Estado de São Paulo e do Ministério da Saúde. Embora as pessoas precisem sustentar suas famílias, em primeiro lugar está a vida dos osasquenses. É momento de reclusão. Isso não é uma gripezinha", disse.

O prefeito voltou a falar da importância do isolamento social para impedir o avanço da doença na cidade. Lins explicou que o pico da doença será nos próximos 10 dias e, neste momento, o objetivo é o achatamento da curva da doença, e que para isso as medidas restritivas vão continuar.

"Até o presente momento, estamos conseguindo nosso objetivo, então fique na sua casa. Quando a pandemia passar você vai poder retomar sua vida. Ainda é momento de reclusão social, principalmente agora. Todos falam que o pico da pandemia acontece nos próximos dias. Continuamos com as medidas restritivas e até proibimos o consumo de bebidas alcoólicas em locais públicos", finaliza.

Veja mais notícias sobre Coronavírus.

Veja também:

 
No Internet Connection