Sidebar Menu

Somente Barueri tem protocolo de volta às aulas finalizado

Nas demais prefeituras da região, o documento está em processo de elaboração
No retorno das aulas em Barueri, distanciamento deverá ser de 1,5 m (Foto: Divulgação PMB)

A expectativa de volta às aulas presencial é grande. Pais, professores, alunos e funcionários de escolas aguardam decisões municipais para a retomada.

De acordo com o Governo Estadual, o retorno das aulas presenciais está previsto para início de setembro. Para o retorno gradativo, a cidade deve permanecer mais de quatro semanas na faixa amarela do Plano São Paulo, e com controle da pandemia de coronavírus.

Protocolo de Barueri

Barueri é a única entre as sete cidades da região que disponibilizou o protocolo de retorno para as atividades escolares. A cidade conta com 110 escolas municipais e 67 mil alunos.

O protocolo tem 175 páginas e trata de temas como higiene pessoal e de equipamentos, distanciamento, monitoramento da saúde, uso de sanitários, auditórios, atendimento de alunos, organização de fluxo de alunos, entre outros.

Entre as recomendações básicas estão: lavar as mãos com água e sabão ou utilizar o álcool em gel com frequência, além do uso de máscaras em crianças acima de dois anos de idade.

O uso exclusivo de uniforme escolar será suspenso, para que possa ser realizada troca diária de roupas. Outra recomendação é que não sejam compartilhados objetos pessoais tais como fones de ouvido, celulares, canetas e livros didáticos.

A recomendação de distanciamento de 1,5 m entre pessoas em todos os ambientes internos e externos também é exigido.

A aferição de temperatura é indicada para alunos, funcionários e todas as pessoas que adentrarem na unidade escolar.

Confira o protocolo completo de Barueri neste LINK.

Demais municípios

A Prefeitura de Osasco informou que conta com 150 escolas e 71.129 alunos em sua rede e afirmou que está elaborando o protocolo que posteriormente será avaliado pela Vigilância Epidemiológica, com previsão de conclusão na primeira semana de agosto.

A prefeitura informa ainda que o retorno gradativo ocorrerá a partir de setembro, conforme previsto nas orientações do Estado e a permanência da cidade na faixa amarela, observando-se todas as medidas de segurança.

Em Cotia, a prefeitura informa que foi criado um comitê com a participação de profissionais da Saúde, Educação, Conselhos Municipais de Educação e Tutelar para construir um protocolo de volta às aulas nas escolas. No entanto, este documento não está finalizado e, segundo a administração municipal, a mais de um mês do prazo previsto, inicialmente, para retomada das aulas presenciais, o cenário da pandemia pode oscilar bastante até lá.

Em Jandira, que conta com 39 escolas e 11 mil alunos, o retorno das aulas deverá ocorrer com presença de apenas 30% de alunos por sala de aula. Além disso, segundo a prefeitura, serão utilizados: álcool em gel nas entradas, medição de temperatura e regras de distanciamento. A Prefeitura aguarda novas orientações estaduais para formalizar o protocolo de retorno.

Itapevi está com o projeto em elaboração e prevê que em até 10 dias esteja concluído. A rede municipal conta com 29 mil alunos.

Carapicuíba conta com 47 escolas municipais e 20 mil alunos. A prefeitura informa que o protocolo também está sendo elaborado e o retorno será realizado "quando for seguro para as 47 escolas municipais. A prefeitura não divulgou a data da entrega do protocolo.

Santana de Parnaíba não retornou a reportagem até o fechamento desta matéria.

Veja mais notícias sobre GeralMetrópole.

Veja também:

 

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.girosa.com.br/

No Internet Connection