Setembro Amarelo: prefeituras de Barueri e Itapevi promovem ações para prevenção ao suicídio

Em Barueri, no dia 20/9, às 11h30, acontece o fórum "Prevenção ao Suicídio" na UBS Armando Gonçalves de Freitas, no Parque Imperial, com extensa programação
Ações englobam palestras, rodas de conversa, cirandas, entre outras atividades (Divulgação / Prefeitura Municipal de Barueri)

Em tempos tão desafiadores, muitas pessoas são atingidas com mais intensidade pela angústia, ansiedade e depressão, fatores que, de acordo com a Organização Panamericana da Saúde (OPAS) podem levar às ideações suicidas. Esse problema de saúde mental é tão sério, que desencadeou campanha de prevenção mundial, iniciado nos Estados Unidos em 1994.

Das onze cidades da região oeste da Grande São Paulo, que compõem o Cioeste*, pelo menos duas: Barueri e Itapevi, estão realizando ações abertas à população para informar e acolher pessoas ou famílias que passam por este problema. 

Em Barueri, consultas, rodas de conversa e inúmeras atividades estão sendo realizadas desde o dia 3 e vão até o dia 1º de outubro. No dia 20, às 11h30, por exemplo, acontece o fórum "Prevenção ao Suicídio" na UBS Armando Gonçalves de Freitas, no Parque Imperial, mas a programação é extensa. Para casos de maior urgência, como surtos e tentativas de atentado contra a própria vida, os Caps (Centros de Atenção Psicossocial) estão à disposição dos munícipes sem necessidade de agendamento. Barueri conta com o Caps Infantojuvenil (telefone 11 3164-9560), o Caps Adulto (telefone 11 3164-9562) e o Caps Álcool e Drogas (telefone 11 3164-9561).

Já em Itapevi, as palestras, rodas de conversa e acolhimento serão realizadas no Parque da Cidade e nos Centros de Atenção Psicossocial (CAPS) Ciranda e AD III. No dia 19, às 14h, por exemplo, será realizada a  palestra "Seja Feliz em Viver a Vida – Dança Teatral", na CAPS AD III, mas a programação segue até o dia 30 em diferentes unidades. 

A população de Itapevi conta ainda com o atendimento permanente de três centros de atenção psicossocial (CAPS), que tratam dos transtornos mentais severos e permanentes: para situações em que a pessoa esteja planejando ou constantemente pensando em suicídio o acolhimento deve ser feito pelos CAPS, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h; já menores de 18 anos são acolhidos pelo CAPS Infantojuvenil Ciranda (Ladeira Hugo Michelotti, 5, Centro); e jovens e adultos, com transtornos mentais, sem uso de álcool e droga, devem procurar atendimento no CAPS Espaço Conviver (rua Eduarda Rios Trevisan, 105, Jd. Portela). Adultos com transtornos mentais aliados ao uso de álcool e drogas devem procurar o Caps AD III (rua Orestino Santiago Ramos, 1103, Nova Itapevi). Este atendimento é 24 horas, inclusive aos sábados, domingos e feriados.

Preste atenção aos sinais e procure ajuda especializada
É importante prestar atenção aos sinais. Frases como "já vivi demais. Sou um peso para os outros" ou "ninguém gosta de mim e não vou fazer falta" são indicativos de que a pessoa está em sofrimento psíquico. Alterações extremas de humor e na rotina; pensamentos obsessivos e sem esperança; desapego e doação de pertences; comportamento irresponsável e perigoso; afastamento de amigos; e despedidas fora de contexto devem ser levados em consideração. 

*Cidades do Cioeste: Araçariguama, Barueri, Cajamar, Carapicuíba, Cotia, Itapevi, Jandira, Osasco, Pirapora do Bom Jesus, Santana de Parnaíba e Vargem Grande Paulista.


Veja mais notícias sobre Metrópole.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Terça, 21 Setembro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.girosa.com.br/