​Região têm mais de 390 mil veículos em circulação com licenciamento irregular rodando

Osasco possui o maior número de automóveis com o licenciamento irregular, 126.884 mil. Município é sucedido por Carapicuíba e Barueri com 63.414 e 50.730 mil, respectivamente
Em todo o estado de São Paulo são cerca de 9,5 milhões entre carros, caminhões e motos trafegando de forma irregular (Reinaldo Vaz/Giro S/A) 

As 11 cidades que compõem o Consórcio Intermunicipal da Região Oeste da Grande São Paulo (Cioeste) possuem cerca de 392.120 mil veículos em circulação de forma irregular, com o licenciamento atrasado. Os dados foram apurados pela reportagem do Giro S/A com o Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo (Detran-SP).

Em todo o estado de São Paulo são cerca de 9,5 milhões entre carros, caminhões e motos trafegando de forma irregular. De acordo com o Código Brasileiro de Trânsito (CTB), não pagar o licenciamento no prazo é considerado infração gravíssima, com multa no valor de R$ 293,47 e sete pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH). Além da apreensão do carro, moto ou caminhão.

"O condutor deve pagar o licenciamento atrasado, além das diárias do pátio, taxa de liberação e também qualquer débito pendente em relação ao veículo, caso exista", explicou o Detran à reportagem.

De acordo com o Departamento de Estadas de Rodagem de São Paulo (DER-SP), para os usuários liberarem seus veículos de um pátio, é necessário que se pague o engate ou resgate (saída do guincho) (a partir de R$198,98), a quantidade de quilômetros rodado no momento da rebocação (a partir de 6,69) e a estadia (a partir de R$65,16).

Na região, Osasco possui o maior número de automóveis com o licenciamento irregular, com 126.884 mil. O município é sucedido por Carapicuíba e Barueri com 63.414 e 50.730 mil, respectivamente. A cidade que possui a menor quantidade é Pirapora do Bom Jesus, com 3.616 veículos irregulares.

Confira abaixo a quantidade de carros, motos e caminhões irregulares nas cidades da região. Os números citados na tabela são referentes aos veículos com finais de placada finais de placa 1, 2, 3, 4, 5 e 6 que não fizeram o licenciamento até 31 de agosto.

Veja mais notícias sobre Metrópole.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Domingo, 16 Janeiro 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.girosa.com.br/