Região registra alta de mais de 200% em mortes no trânsito

Uma das causas para o aumento considerável nas fatalidades no trânsito, pode ter ocorrido devido ao aumento de circulação de pessoas após o isolamento social
Alta pode ter ocorrido devido ao aumento de circulação de pessoas após o isolamento social (Divulgação/USP Imagens)

Dados do Infosiga, sistema do governo do estado de São Paulo gerenciado pelo programa Respeito à Vida e Detran.SP, mostra que as 11 cidades da região oeste da grande SP que integram o consórcio *Cioeste tiveram alta nos casos de mortes no trânsito em maio deste ano, em comparação com ao mesmo período de 2020. O número de óbitos cresceu 213%.

Uma das causas para o aumento considerável nas fatalidades no trânsito, pode ter ocorrido devido ao aumento de circulação de pessoas após o longo período de isolamento social, em virtude da pandemia do coronavírus. Osasco saiu de nenhuma ocorrência para seis neste ano, uma elevação de 600%. Já Itapevi, Jandira e Santana de Parnaíba não registraram mortes.

"As fatalidades no trânsito se mantiveram em relativa estabilidade mesmo com uma redução significativa dos índices de isolamento social. Isso demonstra o acerto das ações do Programa Respeito à Vida na educação para o trânsito, mobilidade urbana e segurança viária", destaca Neto Mascellani, diretor-presidente do Detran.SP.

*Araçariguama, Barueri, Cajamar, Carapicuíba, Cotia, Itapevi, Jandira, Osasco, Pirapora do Bom Jesus, Santana de Parnaíba e Vargem Grande Paulista

Veja mais notícias sobre Metrópole.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Segunda, 18 Outubro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.girosa.com.br/