RAIO-X DA COVID-19: Ocupação de leitos de UTI segue em queda na região

Todas as 11 cidades que integram o consórcio Cioeste registram ocupação inferior a 70%, tanto em leitos de enfermaria como de UTI; confira

Segundo levantamento realizado pela reportagem do Giro S/A nesta segunda-feira (5), todas as cidades da região oeste da Grande São Paulo que integram o consórcio Cioeste, registram queda na ocupação de leitos de UTI dedicados ao tratamento de pacientes com covid-19, e apresentam cada vez mais disponibilidade de leitos na rede municipal.Os dados indicam que a região segue a tendência de queda nas internações por covid-19 observada em todo estado de São Paulo. Atualmente, a ocupação de leitos de UTI no estado é de 71,6%. Especialistas afirmam que o alívio é efeito da campanha de imunização.

Barueri segue com a maior taxa de ocupação da região, mas registrou queda significativa desde a última semana. Nesta tarde, a ocupação nos leitos de UTI está em 67,5%. O índice é 13 pontos percentuais mais baixo do que o número do último levantamento. Nos leitos de enfermaria, a ocupação é de 36,6%.

A segunda maior taxa da região pertence ao município de Cajamar, onde a ocupação é de 61,1%, cinco pontos percentuais a menos do que o índice registrado na última semana. A taxa de ocupação dos leitos de enfermaria do Hospital de Campanha é de 59%.

Os números também seguem em queda em Osasco, cidade mais populosa da região, com quase 700.000 habitantes. Nesta tarde, a ocupação de leitos de UTI é de 47,2%, redução de quase 15% em comparação ao último levantamento, há uma semana. Nos leitos de enfermaria, a ocupação é de 38,8%.

Em Cotia, a redução foi de 5% em uma semana. Nesta tarde, a ocupação é de 42% nos leitos amarelos e vermelhos, que correspondem ao tratamento intensivo.

Em Carapicuíba, a queda nas internações trouxe alívio à rede municipal de saúde, que por muitas semanas esteve no limite. Nesta tarde, a taxa de ocupação nos leitos de UTI era de 20%, dez pontos percentuais a menos do que o índice registrado na última semana. Em relação aos leitos de enfermaria, apenas 10% estão em uso.

Itapevi mantém a porcentagem mais baixa da região, com 10% de ocupação nos leitos de UTI, mesmo índice do último levantamento. Nos leitos de enfermaria, a ocupação é de 20%.

*Os municípios Santana de Parnaíba e Araçariguama não responderam até o fechamento desta reportagem.

CIDADES SEM UTIs
Jandira, Pirapora do Bom Jesus e Vargem Grande Paulista não possuem leitos de UTI. Os pacientes são referenciados pelo sistema CROSS, da Secretaria Estadual da Saúde, e buscam transferência para cidades vizinhas.

Pirapora do Bom Jesus não têm pacientes com covid-19 internados na rede municipal. Jandira possui um paciente internado em enfermaria, o que representa 9% de ocupação.

Veja mais notícias sobre MetrópoleCoronavírus.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Quarta, 10 Agosto 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.girosa.com.br/