Prefeitos do Cioeste dividem opiniões sobre a realização do Carnaval e festas de fim de ano

Gestores de Cotia, Barueri, Carapicuíba e Itapevi estão cautelosos sobre os eventos e orientam seus munícipes a manterem todos os cuidados possíveis contra a covid-19
Em Barueri serão realizadas festividades de Natal, porém, com todas os cuidados para evitar o contágio e uma nova onda de covid (Divulgação/Prefeitura do Município de Barueri)

Até esta quarta-feira (24), mais de 70 municípios do interior de São Paulo já haviam decidido cancelar o Carnaval 2022, por conta do ainda eminente perigo de uma nova onda de covid-19. Já na região oeste da Grande São Paulo, nas cidades que compõem o Cioeste, ainda restam algumas dúvidas sobre a realização ou não de eventos, como shows de Natal, Ano Novo e Carnaval, todos eles com grande potencial de aglomeração por parte da população.

Em Cotia, o prefeito da cidade, Rogério Franco (PSD), afirma que durante toda pandemia, seguiu à risca as recomendações técnicas do governo do estado, por entender que os profissionais envolvidos nas decisões são habilitados para analisar a melhor regra para cada momento. "Vamos continuar com essa conduta. Seguiremos as decisões estaduais no que se refere às festas e eventos, sempre obedecendo os critérios de segurança para proteger a população", diz à reportagem do Giro S/A.

Já o prefeito de Barueri, Rubens Furlan (PSDB), planeja a realização das festividades de Natal, por entender que estas festas são muito aguardadas pela população, que ficou praticamente dois anos sem poder sair e sem poder se divertir. "Essas celebrações são importantes para a saúde mental, pois atravessamos um período muito difícil com perdas e com complicações. Só poderemos ter esses eventos graças ao avanço da vacinação. Só aqui em Barueri já aplicamos mais de 450 mil doses e isso ajuda no controle da pandemia e na queda das hospitalizações. O Plano SP já contempla estes tipos de festividades, mas temos que seguir as orientações: manter a vacinação atualizada, usar máscara, que ainda é obrigatória, e higienizar sempre as mãos. Inclusive na próxima semana vamos anunciar as atrações do Natal encantado: serão mais de 120 apresentações em dezembro, inclusive com grandes shows", revela.

Na cidade de Carapicuíba, o prefeito da cidade, Marcos Neves (PSDB), já optou por cancelar o Carnaval para evitar aglomerações, mas também concorda com Furlan sobre o sentimento da população. "Em Carapicuíba a vacinação está bem avançada. Com isso, as famílias devem se reunir no Natal, pois já passaram por muitos momentos distantes, mas pedimos que as pessoas mantenham os cuidados. É importante tomar a segunda dose e a dose de reforço. A pandemia ainda não acabou", declarou.

Em Itapevi, a prefeitura decidiu realizar a tradicional "Parada de Natal", que foi suspensa em 2020 em virtude da pandemia. Neste ano, acontecerá nos dias 11 e 18 de dezembro, a partir das 19h, porém com outro formato. Não será na rua, será no Parque da Cidade, com capacidade para população participar e assistir com maior comodidade e, inclusive, sentada na arquibancada do estádio. O evento também contará com a metade do número de atores, em comparação a 2019. Não terá carros alegóricos e haverá transmissão ao vivo pelas redes sociais da prefeitura, para que a população possa acompanhar de casa, caso prefira. No evento presencial será obrigatório o uso de máscara. Com relação ao Carnaval, em Itapevi não há programação deste evento, nem antes da pandemia e nem pós pandemia.

Veja mais notícias sobre Metrópole.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Terça, 07 Dezembro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.girosa.com.br/