Sidebar Menu

Outubro Rosa: levantando a autoestima das mulheres

Perucas ajudam a amenizar a dor da perda do cabelo no tratamento do câncer de mama.

Segundo o Instituto Nacional de Câncer (Inca), o câncer de mama é o tipo da doença mais comum entre as mulheres no Brasil, sendo cerca de 29% dos casos novos por ano. Para 2018, são esperados 59.700 novos casos. A doença atua diretamente com a autoestima da mulher. "Com a mutilação da mama vem a possível perda de cabelo, impensável para a mulher e sua feminilidade. Cabe à família, ao médico e sua equipe fazer o possível para amenizar esse momento tão difícil", afirma Dr. Hézio Jadir Fernandes Junior, coordenador clínico do Oncologia Leforte.

A peruca pode amenizar esse desconforto. Instituições aceitam mechas de cabelos, entregues pessoalmente ou pelos Correios, para confecção das peças. "O rosto da mulher se ilumina. Pedimos uma foto para que a peruca fique o mais próximo do cabelo dela. Uma peça exige em torno de 500 gramas de cabelo", conta Maura Mattos, voluntária do Instituto Amor em Mechas.

O instituto participou no dia 2, quarta-feira, de ação no bulevar Central, em Barueri, da UBS Jardim Belval, com apoio de secretarias. "Captamos 104 mechas", afirma a enfermeira Lucineide Maria da Silva. O evento contou ainda com maquiagem, encaminhamento para exame de mama, etc.

"O Outubro Rosa em Barueri é rosa mesmo. Enfatizamos a prevenção", diz o secretário de Relações Institucionais, Mario Trimboli Jr. Algumas UBSs possuem urnas para receber cabelos. Em 2018, foram 20 mulheres tratadas com câncer de mama em Barueri. Em 2019, sete. Há 48 casos ainda em investigação.
"Para que o tratamento oncológico seja um sucesso, temos que contar com o equilíbrio e a positividade da paciente", diz o médico do Oncologia Leforte.

Veja mais notícias sobre Metrópole.