Osasco: com novo freezer, município está apto a receber vacinas da Pfizer contra a covid-19

As doses do imunizante da Pfizer devem ser armazenadas em temperaturas entre -25ºC e -15ºC; até o momento, cidade tem utilizado para imunizar a população duas vacinas: a AstraZeneca/Oxford e a CoronaVac
No Brasil, 38.756.031 de pessoas já receberam a 1ª dose do imunizante, de acordo com o consórcio de veículos de imprensa (Tânia Rêgo/Agência Brasil)

O município de Osasco já está apto a receber lotes da vacina da Pfizer, o que deve acontecer em breve. Isso porque a cidade adquiriu um freezer laboratorial capaz de armazenar os imunizantes da forma adequada.

O novo freezer, que tem capacidade para até 280 litros, pode operar com temperaturas entre 0ºC a -30ºC. As doses da vacina da Pfizer, segundo dados da Anvisa, precisam ser armazenadas em temperaturas entre -25ºC e -15ºC por no máximo 14 dias. Em decorrência do curto espaço de tempo e das exigências de armazenamento, o primeiro lote foi distribuído unicamente às capitais.

Até o momento, Osasco está utilizando para imunizar a população duas vacinas: a de AstraZeneca/Oxford e a Coronavac. Agora, com o novo equipamento de armazenamento e a chegada de mais imunizantes ao Brasil, a cidade solicitará à Secretaria Estadual de Saúde o recebimento de doses da farmacêutica alemã.


*Foto de capa: Uelson Henkell/Giro S/A

Veja mais notícias sobre MetrópoleCoronavírus.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Sexta, 28 Janeiro 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.girosa.com.br/