Novo Ensino Médio anunciado pelo Governo de SP contratará até 10.000 professores

Governo estadual promete investir R$ 303,5 milhões, que serão repassados a cerca de 3,6 mil escolas. Vice-governador também anunciou acréscimo de tempo de aula para alunos
Rodrigo Garcia, vice-governador do estado de SP, anuncia série de medidas para educação (Divulgação / Governo do estado de São Paulo)

Na terça-feira (20), o vice-governador de estado de São Paulo, Rodrigo Garcia (Democratas), anunciou investimentos da ordem de R$ 303,5 milhões para o ensino médio de São Paulo, além da contratação de até 10.000 professores para esta etapa de ensino. Esses recursos serão repassados a 3,6 mil escolas estaduais do ensino médio por meio do Programa Dinheiro Direto na Escola para ampliar e melhorar a infraestrutura para as propostas de aprendizagem. O investimento será dividido em quatro categorias: Novo Ensino Médio, Laboratório de Ciências, Laboratório Maker e Mini Estúdios.

Outra novidade anunciada por Garcia é o acréscimo de tempo de aula para alunos do ensino médio, a partir de 2022, a começar pelos segundo ano do ensino médio do período diurno. A equipe governamental estima o aumento de 121 mil aulas no currículo, com potencial de crescimento de 12% no total de professores com aulas atribuídas na rede estadual.

São Paulo foi o primeiro estado do Brasil a homologar o novo currículo para o ensino médio e a Secretaria da Educação preparou um Guia do Estudante com propostas, possibilidades e objetivos que aproximam os estudantes de transformações sociais, mercado de trabalho e do ensino superior, disponível no portal https://novoensinomedio.educacao.sp.gov.br/.

Veja mais notícias sobre Metrópole.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Terça, 21 Setembro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.girosa.com.br/