Em agosto, Barueri e Carapicuíba mantém posto de vacinação contra a raiva

Os municípios de Cotia, Jandira, Itapevi e Osasco informaram que a campanha deste ano está suspensa em virtude da pandemia da covid-19
Entre os sintomas mais comuns de raiva estão excitação, agressividade, medo, depressão, ansiedade e demência (Divulgação/Prefeitura de Osasco)

Agosto é um mês importante para os tutores de cães e gatos, pois é o período de vacinação contra raiva. A principal característica da doença é uma encefalite progressiva e aguda, e seus sintomas mais comuns estão excitação, agressividade, medo, depressão, ansiedade e demência. Mesmo sendo uma doença controlada, a patologia é grave, podendo ser fatal na maioria dos casos e sua única forma de prevenção é por meio de imunizações realizadas pelo estado de São Paulo e municípios.

Entre as 11 cidades que compõem o Consórcio Intermunicipal da Região Oeste da Grande São Paulo (Cioeste), Carapicuíba e Barueri estão com postos fixos para a vacinação de animais domésticos.

Entretanto, os municípios de Cotia, Jandira, Itapevi e Osasco informaram que a campanha deste ano está suspensa em virtude da pandemia da covid-19. A medida segue a determinação da Secretaria de Saúde do estado e não tem previsão de novas datas.

"A Secretaria de Saúde, por meio do Setor de zoonoses, aguarda nova deliberação estadual sobre a campanha para comunicar a população ", explicou a prefeitura de Cotia, por meio de nota enviada ao Giro S/A.

Já Osasco, salientou que a medida segue delimitações propostas pelo Ministério da Saúde no Ofício Circular nº 66/2020/SVS/M). A administração municipal também ressaltou que "O estado de São Paulo conseguiu controlar a raiva transmitida pela variante canina do vírus da raiva. Os últimos casos de raiva humana e canina no Estado de São Paulo, causados por variante canina ocorreram em 1997 e 1998. Desde então os casos de raiva registrados no Estado de SP foram por variante de morcegos".

*Até o fechamento desta edição, as prefeituras de Araçariguama, Cajamar, Pirapora do Bom Jesus e Vargem Grande Paulista não retornaram com as informações solicitadas.


Os últimos casos de raiva canina , que também atinge os gatos, registrados no estado de São Paulo foi entre os anos de 1997 e 1998 (Felipe Barros/Prefeitura de Barueri)

Barueri
O atendimento será feito somente na sede Departamento Técnico de Controle de Zoonoses (DTCZ). Localizada na rua Anhanguera, 200, na Vila São Francisco, é necessário agendar a vacina pelo telefone (11) 4198-5679. Há 20 vagas às segundas-feiras pela manhã e outras 20 nas terças-feiras à tarde. Também é preciso imprimir, preencher e entregar no dia marcado o termo de autorização para vacinação contra essa doença.

A administração municipal recomenda que a imunização ocorra em animais com três meses ou mais. Donos de cães da raça pitbull, rotweiller ou mastim napolitano serão atendidos somente com focinheira adequada. Outros animais de pequeno porte deverão ser transportados em caixas apropriadas

Além disso, o tutor deve compareça com seu documento pessoal e a carteirinha de vacinação do pet (se possuir). Em casos de mordedura ou arranhadura de animal suspeito, informe o DTCZ no telefone acima citado.

Carapicuíba
Ao Giro S/A, a Prefeitura de Carapicuíba informou que a vacinação contra raiva ocorre durante todo o ano. Os interessados devem entrar em contato com o Centro de Vigilância em Zoonoses, na rua Antônio Roberto, 75, Jardim das Belezas, pelo telefone (11) 4164-3866 e realizar o agendamento. 

Veja mais notícias sobre Metrópole.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Quarta, 08 Dezembro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.girosa.com.br/