"Setembro Amarelo": de olho na prevenção contra o suicídio, cidades da região realizam palestras e acolhimento

Segundo relatório Suicide Worldwide, publicado junho deste ano pela Organização Mundial da Saúde (OMS), mais de 700 mil pessoas morreram por suicídio em 2019
 Barueri realiza série de consultas, rodas de conversa e inúmeras atividades com foco no acolhimento na saúde mental (Divulgação/Secom Barueri) 

A saúde mental e o suicídio ainda são temas pouco discutidos entre os brasileiros. Para desmistificar o assunto ainda considerado tabu por muitos, foi criada no Brasil em 2015, a campanha "Setembro Amarelo", coordenada pelo Centro de Valorização da Vida (CVV), Conselho Federal de Medicina (CFM) e a Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP). Neste ano, o tema da ação é "Agir salva vidas".

Relatório Suicide Worldwide, publicado em junho deste ano pela Organização Mundial da Saúde (OMS), afirma que mais de 700 mil pessoas morreram por suicídio em 2019, o que representa uma a cada 100 mortes registradas. No Brasil, aproximadamente, 13 mil pessoas tiram a própria vida a cada ano.

Para acolher a população neste período de campanha do Setembro Amarelos, as administrações municipais das 11 cidades que compõem o Consórcio da região oeste da Grande São Paulo (Cioeste), têm promovido neste mês palestras, consultas e outras ações de prevenção ao suicídio.

"A prevenção é a melhor política e possibilita detectar sofrimentos e criar uma rede não só de saúde, mas de apoio e contingência para o suporte do sofrimento psíquico, evitando o desfecho de uma morte precoce", ressalta a diretora de Saúde Mental de Barueri, Rita de Cássia Bittencourt Stella.

Confira abaixo o que cada cidade tem realizando neste "Setembro Amarelo". Até o fechamento desta edição, Araçariguama, Carapicuíba, Cotia e Vargem Grande Paulista não responderam com os dados solicitados pela reportagem.

Em Osasco, no último dia 10 de setembro, pacientes das unidades dos CAPSs realizaram caminhada na prevenção contra o suicídio (Fernanda Cazarin/Prefeitura de Osasco) 

Barueri
O município realiza uma série de consultas, rodas de conversa e inúmeras atividades com foco no acolhimento. No dia 20, às 11h30, por exemplo, acontece o fórum "Prevenção ao Suicídio" na UBS Armando Gonçalves de Freitas, Parque Imperial, com programação extensa de atividades. Para casos de urgência, como surtos e tentativas de atentado contra a própria vida, os Caps (Centros de Atenção Psicossocial) estão à disposição dos munícipes sem necessidade de agendamento. Barueri conta com o Caps Infantojuvenil (telefone 11 3164-9560), o Caps Adulto (telefone 11 3164-9562) e o Caps Álcool e Drogas (telefone 11 3164-9561).

Cajamar
Na sexta-feira (17), às 10h, a cidade realiza palestra sobre suicídio, com a psicóloga e pós-doutora em psicologia Karina Okajima Fukumitsu. O evento ocorrerá na Câmara Municipal e será transmitido ao vivo pelas redes sociais da Prefeitura.

"Além deste evento, o CAPS Adulto e infantil realizará rodas de conversas. A equipe de Saúde Mental irá distribuir panfletos, com dizeres sobre os fatores de riscos e sinais de alerta, em locais estratégicos no município", afirmou a administração municipal à reportagem.

Os moradores que precisarem de atendimento podem buscar ajuda nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs), Unidade da Saúde da Família (USF) e os Centros de Atenção Psicossocial (CAPS I e CAPS II). Em caso de urgência e emergência, Cajamar também oferece auxílio na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) e no Hospital Municipal Enfermeiro Antônio Policarpo de Oliveira (HMEAPO).

Itapevi
A cidade promove palestras, rodas de conversa e acolhimento no Parque da Cidade e nos Centros de Atenção Psicossocial (CAPS) Ciranda e AD III. No dia 19, às 14h, será realizada a palestra "Seja Feliz em Viver a Vida – Dança Teatral", na CAPS AD III, mas a programação segue até o dia 30 em diferentes unidades.

A população de Itapevi conta ainda com o atendimento permanente de três centros de atenção psicossocial (CAPS), que tratam dos transtornos mentais severos. Para situações em que a pessoa esteja planejando ou constantemente pensando em suicídio, o acolhimento deve ser feito pelos CAPS, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h; já menores de 18 anos são acolhidos pelo CAPS Infantojuvenil Ciranda (Ladeira Hugo Michelotti, 5, Centro); e jovens e adultos, com transtornos mentais, sem uso de álcool e droga, devem procurar atendimento no CAPS Espaço Conviver (rua Eduarda Rios Trevisan, 105, Jd. Portela). Adultos com transtornos mentais aliados ao uso de álcool e drogas devem procurar o Caps AD III (rua Orestino Santiago Ramos, 1103, Nova Itapevi). Este atendimento é 24 horas, inclusive aos sábados, domingos e feriados.


Em Pirapora do Bom Jesus, ao longo de todo o mês de setembro, os pacientes estão recebendo acompanhamento e tratamento da saúde mental na Unidades de Saúde da Família (USF) e no Ambulatório Médico de Especialidades (AME) (Divulgação/Freepik)

Jandira
Neste mês de setembro, a cidade promove diversas atividades preventivas. "De acordo com a área da Saúde mental da Secretaria de Saúde, a programação apresentada, tem o intuito de sensibilizar e conscientizar na prevenção ao suicídio", disse a prefeitura à reportagem por meio de nota.

Entre as ações realizadas está a confecção da "Árvore da Vida". A atividade consiste em um desenho que representará toda a jornada de vida do indivíduo, desde seu nascimento até seu crescimento ruma ao sol. Seus galhos e frutos remetem ao seu futuro. O movimento está associado aos valores da criação, fertilidade, crescimento, pureza, elevação e equilíbrio.

No último dia 10, Dia Mundial de Prevenção do Suicídio, a cidade também realizou caminhada pela vida. Além disso foram promovidas rodas de conversa nas unidades de saúde e palestras nas escolas para estimular debates sobre o suicídio.

A cidade também está preparando oficina com o título "Eu gosto", inspirada no livro homônimo, onde os usuários de saúde poderão escrever poemas sobre as pequenas coisas que gostam. "Será um convite para a auto percepção, para se descobrir o que se gosta e perceber como somos afetados por quem nos rodeia", explicou a Prefeitura. A data da ação não foi divulgada.

No fim do mês, o município irá realizar uma exposição dos trabalhos realizados das oficinas e palestra sobre o tema, que estarão disponíveis no Espaço Cultural Biguá de Jandira. Para aqueles que buscam atendimento psicológico, o atendimento gratuito é oferecido a partir do encaminhamento realizado pelas UBSs.

Osasco
Na cidade, o "Setembro Amarelo" é lembrado com atividades artísticas. No dia 10 de setembro, o Centro de Atenção Psicossocial (Adulto, Álcool e Drogas e Infanto-Juvenil) realizou evento para lembrar o Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio, com apresentações artísticas e sarau.

"Usuários e funcionários do CAPS fizeram uma caminhada, que partiu do Km 18, com cartazes confeccionados por eles e panfletos alertando sobre os sintomas que levam ao suicídio e onde procurar ajuda. O material foi distribuído para a população até o local onde ocorreriam as atividades, na Praça 8 de maio. As apresentações envolveram a comunidade e moradores que participaram também de atividades físicas", explicou a Prefeitura por meio de comunicado.

Além disso, a unidade do CAPS Álcool e Drogas realizou esquete teatral, para falar sobre o vício e como trabalhar as emoções e dar volta por cima. Já o CAPS adulto apresentou seu famoso coral, formado pelos usuários, o psicólogo João Roberto, que também é o maestro, e Carolina Lemos, terapeuta ocupacional e tecladista.

Para aqueles que buscam atendimento gratuito, as UBSs e os três CAPSs ajudam crianças, adolescentes e adultos que sofrimento psíquico intenso ou em decorrência do uso abusivo de álcool e outras drogas.

Pirapora do Bom Jesus
Ao longo de todo o mês de setembro, os pacientes estão recebendo acompanhamento e tratamento da saúde mental nas Unidades de Saúde da Família (USF) e no Ambulatório Médico de Especialidades (AME) para acompanhamento e tratamento da saúde mental.

"O município oferece atendimento com psicólogos em nossas Unidades de Saúde da Família (USF) e com psiquiatra no Ambulatório Médico de Especialidades (AME)", explicou a prefeitura à reportagem do Giro S/A.

Santana de Parnaíba
"Setembro Amarelo: Em movimento pela vida" é tema da campanha promovida pela administração municipal. No último dia 4, aconteceu a exposição "O Sentido da Vida", que apresentou cerca de 100 obras, entre elas pintura, ilustrações e fotografias produzidas pelos usuários dos serviços de saúde mental do município e de cidades convidadas. A mostra é gratuita e poderá ser vista até o dia 26 de setembro no Centro de Memória e Integração Cultural Bertha de Moraes Nérici (Cemic), de segunda a sexta-feira, das 8h30 às 16h30 e sábados, domingos e feriados, das 11h às 17h.

No próximo sábado (18), a cidade irá realizar um "aulão" de dança, às 15h, no Parque Municipal. Já no próximo dia, na página do Facebook da Prefeitura, ocorrerá a live "Movimento pela vida na prevenção ao suicídio. A campanha se encerrará no dia 25 de setembro, a partir das 15h, com caminhada e premiação dos destaques da exposição "O sentido da vida", no bolsão do estacionamento, região central da cidade.

"Vale lembrar que, atualmente, o município possui três Centros de Atenção Psicossocial (CAPS) sendo eles: travessia (Álcool e Drogas), alvorecer (Adulto) e Espaço de vida (Infantojuvenil), que oferecem toda estrutura e profissionais especializados para atender os pacientes da cidade", explicou a administração municipal por meio de comunicado.

Veja mais notícias sobre Metrópole.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Quarta, 20 Outubro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.girosa.com.br/