​Motociclistas são maioria das vítimas fatais em acidentes de trânsito na região

Para o Detran-SP uma das possíveis causas do aumento das mortes de motociclistas pode estar relacionada ao crescimento direto de entregadores de delivery
Para o Detran-SP uma das possíveis causas do aumento das mortes de motociclistas pode estar relacionada ao aumento de entregadores de delivery (Divulgação/Detran-SP)

As mortes no trânsito reduziram de 19 para 15 fatalidades, queda de 21,1% no mês de julho comparado com o mesmo período do ano passado é o que aponta os dados do Infosiga, sistema do Governo do Estado gerenciado pelo programa Respeito à Vida e Detran.SP. De acordo com a entidade, 80% das vítimas são homens e estavam em motocicleta.

Para o Detran-SP uma das possíveis causas do aumento das mortes de motociclistas pode estar relacionada ao crescimento de entregadores de delivery. ""O objetivo do Detran.SP é oferecer condições melhores de trabalho e segurança para os motofretistas. A categoria teve papel fundamental nesta pandemia, movimentando o sistema de delivery e entregas em geral. Queremos construir uma ampla rede de proteção para esses profissionais. Nossa meta é atingir em torno de 250 mil motofretistas", explica Neto Mascellani, presidente do Detran-SP.

Veja mais notícias sobre Metrópole.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Terça, 07 Dezembro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.girosa.com.br/