Sidebar Menu

De Pirapora do Bom Jesus para a Apple

Conversamos com o jovem Jardel Fontenelle, que teve alguns de seus cliques compartilhados com mais de 25 milhões de seguidores da marca mais valiosa do planeta
"Acredito que eles conseguiriam me encontrar no Instagram por eu usar bastante a hashtag da própria marca que é #ShotWithiPhone, explicou o jovem à reportagem do Giro S/A (Foto: Divulgação / Arquivo pessoal / Jardel Fontenelle)

Em dezembro do ano passado, o estudante e morador de Pirapora de Bom Jesus, Jardel Fontenelle, de 25 anos, foi surpreendido ao acessar o seu e-mail e encontrar uma mensagem com um pedido feito pela marca mais valiosa do mundo, segundo relatório segundo relatório anual da Brand Finance: a Apple. A empresa solicitava a autorização para compartilhar algumas imagens de autoria de Jardel, publicadas em sua conta pessoal no Instagram (@jardelfontenelle), para compartilhar no feed da conta oficial da Apple na mesma rede social, com mais de 25 milhões de seguidores.

"Acredito que eles conseguiriam me encontrar no Instagram por meio das hashtags que costumo usar. Eles encontraram o meu e-mail pela bio do Insta", explicou o jovem à reportagem do Giro S/A. Jardel respondeu o e-mail e autorizou o uso das imagens. "Eles me mandaram outro link, pedindo para enviar as fotos com e sem edição. Creio que desta forma eles conseguem identificar se as fotos foram realmente produzidas por um celular da Apple", disse.


A gigante de tecnologia Apple escolheu as imagens do jovem em um desafio sobre natureza (Foto: Reprodução / Instagram)

Três vezes em destaque
Jardel explicou que não foi a primeira vez que suas fotos foram selecionadas pela empresa criadora do iPhone. Ele estreou seus cliques no perfil da Apple no Instagram em 2017. Naquele ano, seus registros foram compartilhados duas vezes. Já no fim do ano passado, a Apple compartilhou uma seleção com cinco imagens de Jardel, todas de paisagens de Pirapora do Bom Jesus, com a seguinte legenda (traduzida para o Português): "Adoro ir ao meu quintal procurar flores, captar algo tão delicado e ao mesmo tempo tão breve. A natureza é uma arte viva a ser apreciada". 

As produções de Jardel também foram escolhidas pelo aplicativo de edição de imagens VscoCam (Foto: Reprodução / Apple Store)

Muito além da maçã
Fotógrafo amador nas horas vagas, Jardel explica que grande parte de suas fotos são feitas somente com celular, da Apple, é claro. Ao adquirir um iPhone 5s, sua paixão pela fotografia aumentou. Amante da natureza, em seu perfil no Instagram, com quase 700 seguidores, grande parte de suas fotos são de retratos e das belíssimas paisagens de Pirapora do Bom Jesus, a cerca de 60 quilômetros de São Paulo.

Para editar algumas de suas produções, passou a usar o aplicativo gratuito VscoCam. "Ele é bem minimalista. Uma plataforma para exibir o seu trabalho. Não tem essa pressão de ter que ficar, como a maioria dos jovens, esperando likes. É um lugar onde você encontrar um conteúdo diferente do Instagram", revela.

Jardel gostou tanto do aplicativo que começou a fotografar com uma câmera e editar suas imagens diretamente na plataforma, ganhando também destaque em publicações da empresa em seus outros canais, como Twitter e Facebook. Também em 2017, o VscoCam entrou em contar com ele para utilizar suas imagens para renovar as fotos demonstrativas nas lojas de aplicativos do celular.

"Eles entraram em contato perguntando se eu poderia ceder os direitos autorais e uso das minhas imagens, e que eles iriam me pagar", contou Jardel. "Com o dinheiro desses direitos autorais, eu consegui comprar a minha câmera fotográfica. Até hoje, se você pesquisa pela Google Play Store – a loja de aplicativos da Google brasileira –, a segunda imagem, que mostra uma flor, é de minha autoria" relata.

Natureza e retratos
Morador do bairro Green Hills, Jardel sempre morou em Pirapora do Bom Jesus. Desde que começou a fotografar, seus primeiros interesses foram temas ligados à natureza, como a fauna e a flora. Há três anos, ele passou a se interessar por retratos femininos, que produz com ajuda de suas primas. "Em meu perfil, gosto de intercalar entre fotos de natureza e retratos", explica o jovem.

"Meu cartão-postal favorito de Pirapora não é um dos oficiais da cidade, a exemplo do Portal dos Romeiros. Gosto muito do Morro do Capuava, local em que muitas pessoas utilizam para voar de asa delta, bem como realizar ensaios fotográficos. É um lugar de difícil acesso. São 40 minutos subindo a pé. Mas dá para enxergar todas as cidades vizinhas, como Santana de Parnaíba e Barueri. É um lugar muito bom para fotografar", finaliza com essa dica de ouro. Partiu visitar? 

Veja mais notícias sobre Metrópole.

Veja também:

 

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.girosa.com.br/

No Internet Connection