Sidebar Menu

João Doria anuncia programa de capacitação e linha de crédito para motofretistas

Medida faz parte da Semana Nacional de Trânsito
Ao menos 25 mil motofretistas serão contemplados com a ação, revelou o governador do estado de São Paulo (Foto: Divulgação/Loggi)

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB) lançou na tarde desta segunda-feira (21), o programa "Motofretista Seguro". A iniciativa é realizada por meio do Detran-SP como ação da campanha da Semana Nacional de Trânsito, celebrada entre 18 e 25 de setembro. 

O projeto surgiu para facilitar a compra de motos, equipamentos de segurança (EPIs) e a regularização dos documentos de condutores que trabalham no setor de entregas em todo o estado. Segundo Doria, ao menos 25 mil motofretistas serão contemplados com a ação.

Todos os recursos do programa são oriundos da arrecadação de multas e conta com apoio do Sindicato dos Mensageiros, Motociclistas, Ciclistas e Mototaxistas Intermunicipais do estado de São Paulo (Sindimoto); Banco do Povo Paulista e Sindicato das Autoescolas (CFC).

"O serviço de delivery no estado de São Paulo sofreu, ao longo destes meses, um crescimento extraordinário, com fortíssima adesão de novos usuários de motocicleta na qualidade de motofretista para prestar serviços de entrega, ajudando a população a ultrapassar esse período tão crítico e duro da pandemia. Nós temos um agradecimento a fazer a milhares de motofretistas que atuam na capital e em todo o estado", afirmou o governador. De acordo com uma pesquisa feita pela Rede Lucy Montoro, 57% das vítimas de trânsito com sequelas são motociclistas. Os acidentes envolvendo esse modal são quatro vezes superior aos de carros.

Pesquisa feita pela Rede Lucy Montoro revela: 57% das vítimas de trânsito com sequelas são de motociclistas (Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil)

Como participar
Os condutores que desejarem participar do "Motofretista Seguro" precisam se cadastrar no no site do programa e ingressar no curso de reciclagem desenvolvido pelo Detran. Os requisitos de inscrição são: ter idade mínima de 21 anos, possuir Carteira Nacional de Trânsito (CNH) e exercer atividade remunerada. Os motoristas que realizaram cursos de formação há mais de cinco anos também poderão fazer a reciclagem da formação.

Já os motociclistas que desejam ter acesso à linha de crédito especial no Banco do Povo Paulista e Sebrae, também devem estar com a CNH regularizada. O valor creditado para aquisição de motos é de R$ 8,1 mil e equipamentos de R$ 3 mil.

Veja mais notícias sobre Metrópole.

Veja também:

 

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.girosa.com.br/

No Internet Connection