Sidebar Menu

Feira Noturna de Cotia recebe vacinação contra febre amarela na quarta, 17

Mais de 60% da população de Cotia já recebeu a dose da vacina contra a febre amarela e a meta é superar os 80%

​Na quarta-feira, 17, a Secretaria de Saúde de Cotia realiza uma ação de vacinação contra a febre amarela na Feira Noturna, em frente à Prefeitura, na avenida Professor Manoel José Pedroso, Jardim Nomura. 

A vacinação acontecerá entre às 18h e às 20h. Para se vacinar, é preciso levar documento de identificação e, para menores de 15 anos, é obrigatório apresentar a caderneta de vacinação. 

De acordo com a Secretaria de Saúde, mais de 60% da população de Cotia já recebeu a dose da vacina contra a febre amarela e a meta é superar os 80%, tanto assim, que este mês, a Prefeitura retomou a ação de intensificação da ação de bloqueio contra a doença disponibilizando a vacina nas 25 Unidades Básicas de Saúde, de segunda a sexta-feira, das 9h às 16h, e no SAE/CTA (avenida Rotary, 40), às quartas e sextas-feiras. 

Recomendações:

Idade mínima de 9 meses;

Lactantes que amamentam acima de 6 meses podem se vacinar, a amamentação deverá ser suspensa por no mínimo 10 dias;

Lactantes que amamentam há menos de 6 meses não vacinar; de nove meses vacinar mãe e filho.

Em caso de dúvidas, procurar a UBS de referência com as receitas de uso atual para avaliação médica. 

Contraindicações:

Crianças menores de 9 meses;

Portadores de HIV ou Câncer;

Pacientes em terapêutica imunodepressora: quimioterapia, radioterapia, corticóide em doses elevadas por mais de 2 semanas;

Doenças Auto Imuni (Lupos, Anemia, Falciforme, Renal crônico, Hepatopatas entre outras)

Medicações antimetabólicas (por exemplo a azatioprina e ciclofosfamida);

Medicamentos modificadores do curso da doença, os biológicos: (Infliximabe, Etanercepte, Golimumabe, Certolizumabe, Abatacept, Belimumabe, Ustequinumabe, Canaquinumabe, Tocilizumabe, Rituximabe);

Pacientes com história pregressa de doença do timo (miastenia gravis, timoma).

Gestantes;

Pessoas com história de reações anafiláticas após dose anterior ou ao ovo de galinha.

Veja mais notícias sobre Metrópole.